Há esperança para o teu futuro

Há esperança para o teu futuro

Atualizado: Quinta-feira, 15 Setembro de 2011 as 9:22

"E há esperança quanto ao teu futuro, diz o SENHOR..." - Jeremias 31.17 (a)

Por mais difícil que seja a nossa vida podemos confiar em Deus que nos diz: Há Esperança para o teu futuro!

Num momento de uma grande crise nacional, onde a maioria encontrava-se exilada, onde muitos haviam sido mortos, Jeremias se levanta inspirado pelo Senhor, e no nome dEle, com autoridade profética consola o povo. Apesar dos funerais, da opressão, das destruições, dos poucos soldados, da desagregação da nação como povo, ele passou a segredar-lhes: "Há esperança quanto ao teu futuro".

Havia esperança porque não deveriam se fixar na derrota. Hoje era apenas um momento, mas depois do hoje haveria o amanhã, e se voltassem para o Senhor, seriam socorridos. Bem fazemos quando lançamos nosso olhar para o amanhã. Não de forma irresponsável, mas pela fé.

Havia esperança porque era Deus que estava afirmando e não um ser humano. E quando a confiança está nas promessas do Senhor, infalivelmente a bênção chegará. Muitos males seriam evitados se ao invés de buscar ajuda humana, buscássemos o Senhor de Todas as coisas.

Havia esperança porque o futuro traria a ação do Todo-Poderoso. Muitas vezes nos encontramos em situações semelhantes. Onde achamos impossível haver uma reversão. Mas quando as situações são medidas não pelo que está sendo visto e sim pelo que está sendo crido, as perspectivas são totalmente diferenciadas.

Quando lemos todo o texto de Jeremias 31 encontramos os mecanismos para que a esperança chegasse e reinasse. Arrependimento, mudança de atitude, é a primeira delas. Depois fé, muita fé no Senhor. E por último, oração, comunhão intensa. Onde a pressa de se falar com Deus não existe. Onde a dor é contada minuciosamente e o reconhecimento da justiça Divina é presente. Onde a blasfêmia é para sempre banida. Onde ousamos fazer uma declaração de amor para o Senhor.

Jamais devemos esquecer: Que somos Filhos legítimos de Deus. Que Deus nos ama intensamente sendo impossível descrever este amor. Que apesar de nossos defeitos, Deus nos quer bem e tem prazer em nos abençoar. Que não estamos esquecidos do coração deste Deus Maravilhoso. Que este Deus está disposto a tudo para que sejamos felizes. Que diariamente Ele renova as Suas eternas misericórdias.

Devemos ficar lamentando as derrotas? Blasfemar diante das circunstâncias contrárias? Não, jamais. Ao contrário, o que temos ainda é bastante para abençoarmos outras vidas. E mais, há esperança para o nosso futuro. O momento deve ser o de quebrantamento, humildade, e pela fé deixarmos tudo nas mãos eternas do Senhor.

Por: Pastor Elias Alves Ferreira

veja também