Honra a teu pai, assim como José

Honra a teu pai, assim como José

Atualizado: Segunda-feira, 8 Agosto de 2011 as 9:55

LEITURA BÍBLICA

Gênesis 46.28-34

Israel disse a [seu filho] José: "Agora já posso morrer, pois vi o seu rosto e sei que você ainda está vivo" (Gn 46.30).

Se você não se lembra bem da história de José ou não a conhece, não a deixe de ler (Gn 37-50). O drama do menino vendido pelos irmãos, escravizado, preso injustamente e que pela intervenção divina se tornou o homem mais poderoso do Egito é maravilhosa. Mas aqui, com base no que lemos, quero destacar outro e não José. Quero falar de seu pai, Jacó ou Israel.

Ao receber a notícia da possível morte do filho, Jacó não aceitou ser consolado. A família toda se esforçou nisto, mas ninguém conseguiu. Seu amor por José impedia o conforto. Os anos se passavam e o pai lamentava a possibilidade de seu filho querido ter sido devorado por alguma fera (Gn 37.31-35).

Pode-se imaginar o sofrimento daquele pai até ouvir, anos depois, que seu filho estava vivo e que era alguém muito importante. O tempo passou, mas o amor do pai não. Isto fica claro no texto desta meditação. Os dois, pai e filho, se reencontraram emocionados. O filho chorou por longo tempo abraçado ao pai, e o pai, por sua vez, fez uma declaração digna de um pai que merece ser respeitado e honrado, que se importa mais com o filho do que consigo mesmo. Jacó disse: "Já posso morrer!".

Sim, ele já podia morrer. Seu filho estava bem e, sendo assim, para ele, tudo estava bem.

Jacó não é um caso isolado. Muitos pais vivem para seus filhos. Abrem mão da vida pelo bem-estar deles. Estão bem se seus filhos estiverem bem. Pena que boa parte dos filhos só perceba isso tarde demais, quando já não é possível agradecer-lhes e honrá-los como merecem.

Se o seu pai foi assim, que pensava mais em você do que nele mesmo, agradeça a Deus o pai que você teve. Se ele, pai, ainda estiver ao seu lado, siga o exemplo de José, que não deixou de respeitar e honrar a Jacó até o fim. - ARG

Honra aos pais que se importam mais com os filhos do que com eles mesmos!

veja também