Honrar meus pais! Por que deveria?

Honrar meus pais! Por que deveria?

Atualizado: Quinta-feira, 9 Junho de 2011 as 2:52

Honrar pai e mãe não tem sido uma tarefa fácil para muitos cristãos. Me lembro que algum tempo atrás conversava com um jovem líder da Igreja, um rapaz sério, temente a Deus, bom pai de família, respeitado por todos, um verdadeiro homem de Deus; e ele fez um desabafo, disse o seguinte: "Para mim, o quinto mandamento (Ex 20:12), é o mais difícil de ser guardado.

O meu pai nunca foi um bom exemplo pra mim, ele bebia demais, maltratava minha mãe, nos batia sem precisão. Por isso, não tem sido fácil guardar o quinto mandamento; porém, tenho me esforçado para guardá-lo." Eu pude ver a sinceridade nos olhos dele e percebi que honrar seu pai era muito mais uma questão de obediência à Palavra de Deus do que um sentimento do seu coração. Ele honrava seu pai por que temia a Deus e desejava obedecer à sua Palavra, não por que seu pai tivesse feito por merecer.

Penso que este é só mais um caso dentre tantos outros. Existem jovens que freqüentam nossas Igrejas, que participam do grupo de louvor, que enfrentam grandes dificuldades no relacionamento com seus pais. São pessoas que vêem o quinto mandamento como uma "pedra em seus sapatos", pensam que nasceram na família errada e que seus pais devem fazer por merecer essa honra.

Na verdade o assunto é bastante complexo, isso ninguém pode negar. Todavia, não deve ser ignorado. O que precisamos entender é que "honrar pai e mãe" não é troca de favor, não é questão de sentimento, mas, um mandamento de Deus!

Por isso, querido leitor, se você tem enfrentado dificuldades nessa área, reflita sobre isso e se necessário busque a ajuda do seu pastor.

Por Pr. William R. Souza Pereira

veja também