Jardim do Éden, onde você está?

Jardim do Éden, onde você está?

Atualizado: Sexta-feira, 1 Abril de 2011 as 9:21

A Bíblia nos relata sobre um paraíso que existiu na terra, um lugar agradável com toda sorte de árvores e frutos. Um lugar onde a natureza exuberante e encantadora contrastava apenas com a beleza e tranqüilidade dos rios e cachoeiras que brotavam molhando a grama e dando de beber a aves e animais de toda sorte que, em paz conviviam.

Esse lugar recebeu o nome de JARDIM DO ÉDEN e foi a primeira casa de Adão e Eva.

Mas onde era esse lugar?

A Bíblia nos dá algumas informações sobre onde foi plantado esse paraíso na terra. Vejamos as dicas de sua localização:

"E saía um rio do Éden para regar o jardim e dali se dividia, repartindo-se em quatro braços. O primeiro chama-se Pisom; é o que rodeia a terra de Havilá, onde há ouro. O ouro dessa terra é bom; também se encontram lá o bdélio e a pedra de ônix. O segundo rio chama-se Giom; é o que circunda a terra de Cuxe. O nome do terceiro rio é Tigre; é o que corre pelo oriente da Assíria. E o quarto é o Eufrates." Gn 2.10-14

Quando transportamos essas informações para o dia de hoje, a localização da terra de Cuxe e dos rios, apontam para o que hoje nós chamamos de IRAQUE, mais especificamente BAGDÁ.

Vejamos o mapa:

A primeira e inevitável pergunta que fazemos então é: "Mas Bagdá e o Iraque em si, são terras áridas, terras pagãs e em nada se assemelham com a beleza e encanto relatados na Bíblia, como pode isso?

Na realidade, se pararmos para refletir, a resposta estará diante dos nossos olhos.

1º - Entenda que o diabo, nosso inimigo, tenta destruir tudo o que é de Deus. Ele é invejoso e como não consegue construir nada de bom, ele tenta destruir as belezas que nosso PAI deixou para nós. Nada mais óbvio que, após o pecado, o deus deste mundo, tentasse com todas as forças aniquilar o local desenhado por Deus nesta terra, o local aonde o próprio Deus vinha se encontrar para conversar com os primeiros habitantes, um pedacinho do céu na terra;

2º - A Bíblia nos fala que quando o homem foi expulso do Jardim, foi colocado um Querubim para guardar a entrada do local. Aquilo que Deus guarda ninguém encontra! Mas o local não está colonizado? Então como foi escondido? Nas Escrituras nos diz que o "SENHOR, Deus de Israel, que estás entronizado acima dos querubins." II Rs 19.15, se Deus está no céu acima dos Querubins, logo os Querubins também estão no céu e lá está o Jardim com eles.

Então você está me dizendo que Deus recortou um pedaço de terra que Ele havia criado e levou pro céu, para que ninguém mais conheça o lugar e coma da árvore da vida e seja imortal? Isso não é muita fantasia não?

Na realidade não! Deixe-me explicar:

Bagdá hoje, como falamos, é uma terra deserta, é como se tivesse sido tirado à vida dali e só sobrado areia, mas isso não é tudo. A Bíblia também nos fala mais sobre isso. Veja o que diz Ap 22.1 e 2:

"Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro. No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos."

O Texto nos diz que tem uma praça no céu como uma árvore específica: A árvore da vida, a mesma árvore que estava no Jardim do Éden!!!

Que incrível!

Para evitar que os homens comecem do fruto da árvore da vida e vivessem eternamente em pecado, o SENHOR em Sua misericórdia recortou o Jardim do Éden da Terra e o plantou no céu, e o melhor de tudo, quando chegarmos lá, poderemos desfrutar dele!

Resumindo:

O local mais provável hoje de onde era o Jardim do Éden, segundo as informações que a Bíblia nos dá é o IRAQUE, mais especificamente sua capital BAGDÁ.

O Jardim não está mais lá, foi retirado e plantado no céu.

O mesmo acontece com nossos corações quando a presença do Senhor é retirada. A única coisa que sobra é areia, mas a boa noticia é que quando nos aproximamos do TRONO de Deus, onde existe um rio, essas águas fazem nosso deserto se transformar em árvores de vida.

Na paz daquele se separou o melhor para o final.

Felipe G. Heiderich Segundo é teólogo - formado pelo Seminário Unido do RJ -, pastor, escritor e atua na Primeira Igreja Batista de Engenho do Porto, Duque de Caxias (RJ). Escreve artigos e ministra palestras para jovens, promovendo reflexões sobre espiritualidade e cotidiano.

veja também