Livres da Ansiedade

Livres da Ansiedade

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 12:03

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?

Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;

E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?

Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:25-33

A Palavra de Deus nos afirma em I Pd 2:11 que somos peregrinos nesse mundo em que vivemos pois somos cidadãos do céu, herdeiros de uma Pátria Celestial, somos súditos de um Reino eterno cujo Rei é o Rei dos Reis.

E como cidadãos desse Reino, somos orientados por Jesus Cristo em como deve ser o nosso caráter e o nosso modo de vida. No capitulo 6 de Mateus, Jesus compara a vida honesta que Ele espera com a hipocrisia de homens daquela época.

Jesus fala sobre: esmola, oração, jejum, riqueza, ansiedade, julgando os outros.

Entre eles, hoje vamos refletir, ainda que de forma breve, acerca da ANSIEDADE.

Segundo pesquisa realizada na biblioteca livre Wikipédia vemos que:

Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração etc.

Ter ansiedade ou sofrer desse mal faz com que a pessoa perca uma boa parte da sua auto-estima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se julga ser incapaz de realizá-las. Dessa forma, o termo ansiedade está de certa forma ligado à palavra medo, sendo assim a pessoa passa a ter medo de errar quando da realização de diferentes tarefas, sem mesmo chegar a tentar. A Ansiedade em níveis muito altos, ou quando apresentada com a timidez ou depressão, impede que a pessoa desenvolva seu potencial intelectual. O aprendizado é bloqueado e isso interfere não só no aprendizado da educação tradicional, mas na inteligência social. O indivíduo fica sem saber como se portar em ocasiões sociais ou no trabalho, o que pode levar a estagnação na carreira. As pessoas ansiosas têm um vasto número de sintomas. Cerca da metade das pessoas com ansiedade sofrem principalmente de sintomas físicos, normalmente localizados nos intestinos e no peito. Conforme a sintomatologia, a ansiedade pode ser classificada em vários transtornos, mas sempre quando há um grau patológico, definido como aquele que causa interferência nas atividades normais do indivíduo. Sintomas: Fadiga, Insônia, Falta de ar ou sensação de sufoco, Picadas nas mãos e nos pés, Confusão, Instabilidade ou sensação de desmaio, Dores no peito e palpitações, Afrontamentos, arrepios, suores, frio, mãos úmidas, Boca seca, Contrações ou tremores incontroláveis, Tensão muscular, dores, Necessidade urgente de defecar ou urinar, Dificuldade em engolir, Sensação de ter um "nó" na garganta, Dificuldades para relaxar, Dificuldades para dormir, Leve tontura ou vertigem, Vômitos incontroláveis, Sensação de impotência.

No texto em referência Jesus Cristo relata situações corriqueiras que traziam preocupações excessivas aos cristãos, Jesus fala em comida, bebida e vestimenta.

 Podemos acrescentar a esse rol exemplificativo outras preocupações: filhos, trabalho, segurança, estabilidade, saúde, entre outras.

Coisas que nos consomem, corroem o nosso coração, ocupam grande parte do nosso tempo e frustram os sonhos, pois preocupados demais agimos de menos, não nos sobra tempo para brincar, ler, estudar, louvar, namorar, orar, passear, jejuar, dormir, fazer coisas que nos traz alegria e satisfação, coisas importante para a nossa edificação e santificação.

Por outro lado, importante ressaltar que Jesus de forma nenhuma proíbe ou se opõe ao planejamento, aliás, Deus nos fala sobre planejamento do qual Ele foi o primeiro e maior, quem tem pensamentos muito mais altos do que os nossos (Is. 55:9).

Em Provérbios 6:6-9 a Palavra exemplifica de maneira cristalina acerca da falta e planejamento e sobre a preguiça:

Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador, Prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. O preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono?

O maior remédio para esse mal que tanto nos aflige nos dias de hoje como também afligiu aos nossos irmãos do passado é CONFIAR, TER FÉ, TER ESPERANÇA.

Contra todas essas coisas Jesus prescreve a receita simples, sem contra-indicação, sem limite de idade e não tem preço: buscar, antes de tudo, o reino de Deus, e a sua justiça.

Buscar: requer uma atitude do cidadão do céu em dirigir-se a conquistar, fazer as obras, conduta de ir atrás, não ficar parado como o preguiço da estória da formiga. E o Senhor nos garante que aquele que busca, encontra.

Primeiro: número um, precede a todos, antes.

Reino de Deus e a sua justiça: é onde está presente o Rei! O Rei dos Reis!!! Encontramos o caminho pela Palavra de Deus.

Deus nos garante, por isso podemos confiar e esperar, que todas as segundas coisas, todas as demais necessidades, tudo aquilo que inutilmente nos aflige, serão acrescentadas. Virão no tempo oportuno.

Em Fp. 4:6-7: Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Através das súplicas transferimos completamente o fardo da nossa alma para as mãos de Deus e assim, quem confia seus cuidados a Jesus Cristo ao invés de um coração ansioso, preocupado, aborrecido, experimentará a paz, a paz de Deus que excede todo o entendimento.

Por Manuela Fava Rozanez

veja também