Namoro é um ato contínuo

Namoro é um ato contínuo

Atualizado: Terça-feira, 12 Junho de 2012 as 9:08

Namoro é um ato contínuo que tem suas fases distintas, porém, o ato de namorar deve sempre permanecer.

Então o que significa namorar?

“O namoro é uma instituição de relacionamento interpessoal não moderna, que tem como função a concretização do sentimental e/ou ato sexual entre duas pessoas através da troca de conhecimentos e uma vivência com um grau de comprometimento inferior à do matrimônio. A grande maioria utiliza o namoro como pré-condição para o estabelecimento de um noivado ou casamento, definido este último ato antropologicamente como um o vínculo estabelecido entre duas pessoas mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social”, aqui esta a definição dada pelo dicionário.

O namoro, em sua fase inicial, tem por finalidade entender e aplicar Amós 3:3 “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” 

Nesta fase o casal começa a trabalhar a desigualdade e é um excelente período, pois é o momento da paixão que torna mais fácil trabalhar estas diferenças.

Se por um lado a paixão ajuda a trabalhar esta questão, ela pode despertar os mais profundos desejos carnais. E aí é hora de aplicarmos a Cruz de Cristo em nossas vidas “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento” Eclesiastes 12:1 

Devemos viver esta fase olhando sempre para o futuro. A palavra nos orienta nesta direção ao afirmar “não vos ponhais em jugo desigual”.  A decisão que você tomar agora, será um marco em toda sua vida. Você tem o “poder” da escolha, mas arcará com o resultado dela. Uma decisão errada movida pelo impulso, desejo, rebeldia, distanciamento de Cristo, pode significar um preço muito alto.

O namoro continua em outra fase, agora sim, na plenitude do casamento “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”.  Gênesis 2:24

Todo encanto do namoro deve continuar após o casamento. Veja o que a palavra diz a respeito disso: “Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade”. Provérbios 5:18 “Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias...”  Eclesiastes 9:9

Há ensinamentos para que continuemos a conhecer e desfrutar da amada (o) de nossa mocidade. Então surge os desafios para a manutenção do “namoro”.

O que a gente ouve por aí é que a rotina acaba com o romance. Por isso é importante continuar namorando após o casamento. Algumas dicas que podem ser usadas: Jantares românticos, um momento só para os dois (sem os filhos), presentes em datas especiais e também fora destas datas, andar de mãos dadas, declarar o seu amor com “eu te amo”, valorizar diante das pessoas o que há de melhor na pessoa amada, honrar, enfim, despertar aquele sentimento que foi tão intenso no namoro.

Por este motivo é muito importante, em qualquer fase dos namoros, ter a presença de Deus, porque “Deus é amor”.

 

por Marcos Correa

 

veja também