No Padoca! Yes Aula!

No Padoca! Yes Aula!

Atualizado: Quarta-feira, 30 Março de 2011 as 10:27

"Eu andei pelos campos e plantações de uva de um homem tolo e preguiçoso. Tudo estava cheio de espinhos e coberto de mato, e o muro de pedras havia caído. Olhei para aquilo, pensei bem e aprendi a seguinte lição: Durma um pouco mais, cruze os braços e descanse mais um pouco; mas enquanto você estiver dormindo, a pobreza o atacará como um ladrão armado" - Provérbios 24.30-34 (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

YES P – Quero viver nos propósitos de Deus! - Esse foi o tema de um retiro do Pq. Itália, em Campinas, se não me engano em 2005. Querer viver nos propósitos de Deus foi o tema das aulas da classe jovem durante todo aquele ano. A moçada foi confrontada com isso ou continuar vivendo seus próprios propósitos. Tem um adesivo em muitos carros de universitários aqui em Campinas que está escrito assim: "NO AULA. YES PADOCA" – para resumir a idéia que ele passa (e o pessoal de PUCC e UNICAMP entendem bem) é matar a aula e curtir uma "padoca", um barzinho etc.

Foi quando encontrei esse texto e o título daquela pregação foi "NO PADOCA". O texto é chocante pela imagem construída: uma plantação de uvas abandonada, mato para todo lado, espinhos crescendo, lugar difícil de andar, desconfortável. O muro que cercava o terreno estava destruído, envelhecido pela falta de cuidado diante das muitas chuvas e o sol forte que assola geralmente áreas campestres. Situação de abandono! Mas preste atenção ao texto: não é um campo abandonado (apesar de tudo indicar que sim!), é um campo que tem dono: o "homem tolo e preguiçoso".

Deixar de lado as perspectivas de construir um futuro promissor, matando aulas, faltando ao serviço ou coisas parecidas, agindo, de acordo com o ditado do tempo do apóstolo Paulo que dizia: "comamos e bebamos, porque amanhã morreremos" é abandonar a própria vinha. Da mesma forma, imagine que esse terreno é o seu coração. Jesus compara-nos a ramos de uma videira. O cristianismo, a título de comparação, é a videira plantada em seu ser. Qual é a situação: mato, espinhos, muros derrubados? Ou uma plantação bonita, uma parreira carregada de frutos, com os muros bem cuidados e pintados? Pense.

O observador do campo olha aquela situação e aprende uma lição. Antes da lição que ele aprende, vamos aprender outras lições no texto do observador: ele diz: "olhei…pensei bem…aprendi". Diante da vida, você precisa dessa postura: 1-olhar: observar atentamente, ver o que somente um observador atento veria, não aquela olhadela por cima, descompromissada. 2-pensar bem: refletir, tentar entender os porquês, analisar com calma o que aquilo quer mostrar. 3-aprender: tirar conclusões para sua vida, ver como determinada situação pode ensinar coisas boas para seu futuro; mais do que simplesmente saber algo, esse aprender significa saber e aplicar na própria vida.

Bom, para concluir, vamos à lição que o observador do campo aprende: Um campo como aquele, se continuar do jeito que está é um convite a ladrões, salteadores e mais destruição. Um coração com a videira destruída torna-se um lugar triste e espaço aberto para ladrões de sonhos, de ideais, de alegria. Cuide do seu ser, pois no mais íntimo de você, um dia, você convidou Jesus para morar ali. Não descuide dos dons que Deus te concedeu, não abandone a graça de Deus, seja discípulo constante de Jesus e demonstre isso começando por dar uma ordem no seu coração e mente. É isso mesmo: arranque todo o mato, tire os espinhos (ainda que machuque um pouco), organize novamente o terreno, levante muros de proteção através da oração e da leitura da Palavra de Deus e cuide do seu bem mais precioso: a videira verdadeira, que é o evangelho de Cristo plantado em você!

NO PADOCA. YES AULA. NO PREGUIÇA. YES TRABALHO. NO SUPERFICIALIDADE. YES DISCIPULADO.

"Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim..." - Galátas 2.20

Por Genésio Mendes Júnior

veja também