Onde você está? Se escondeu?

Onde você está? Se escondeu?

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 10:45

Meu amigo tem um cachorro que chama Jonas, um cachorro bem elétrico. Num dia normal, esse meu amigo saiu para trabalhar e deixou o cachorro em casa, como de costume. Quando voltou, viu que sua casa estava um pouco diferente: havia cereal por todo chão, as frutas estavam no sofá, e no edredom que estava na cama havia extrato de tomate. Quando ele gritou o nome do cachorro simplesmente não aconteceu nada, Jonas não apareceu; depois de uma pequena procura, ele o encontrou escondido debaixo da cama, e disse que pode perceber duas expressões na cara do seu cão: medo e culpa.

Desde o princípio do mundo, nós já nos escondemos da culpa, nós fugimos do que fizemos por medo, apesar de conhecermos nossa culpa. Adão e Eva quando comeram o fruto da árvore do bem e do mal se esconderam, tiveram vergonha; Deus não os encontrou à vista no dia em que cometeram esse erro.

Quantas vezes nós nos escondemos das coisas que fazemos? Dos jeitos mais variados que existem. Por exemplo quando colocamos a culpa em alguém, ou fugimos da "cena do crime", ou juramos que não fomos nós que fizemos tal coisa. Nós simplesmente não queremos enfrentar o problema face-a-face. Outro dia, ouvi um viciado em bebida dizer: Eu não vou ao AA porque dizem que lá eles fazem você olhar nos olhos do seu problema.

Obviamente é mais fácil fugir, não é nada simples enfrentar seus erros de cara. Mas além de nos esconder, o que é ruim, podemos aprender uma coisa boa com Adão e Eva, eles resolveram aparecer e contar a Deus o que havia acontecido, porque por mais fácil que seja não enfrentar, com certeza não é a melhor escolha, pois vamos carregar aquela culpa para o resto da nossa vida; Adão e Eva sofreram as consequências de seus erros, mas terem falado com Deus e aceitado o que Ele tinha a oferecer foi melhor do que passar a vida se escondendo.

Jonas é apenas um cachorro, mas também teve medo do que podia acontecer com ele, assim como nós temos. Mas escolher enfrentar nosso medo e nossa culpa é sempre a melhor opção, confessar e entregar nossos erros nas mãos de Deus é a escolha do melhor caminho, afinal Ele sempre visa o nosso bem, Ele morreu por nós, Ele pagou o preço de todas as nossas culpas.

Mariana Longo Mendes tem 17 anos, é estudante, trabalha com seus pais na área de Propaganda e Marketing e também escreve poesias.

veja também