Papagaios

Papagaios

Atualizado: Terça-feira, 6 Dezembro de 2011 as 4:18

Mateus 7.15-23

Quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa (Mt 6.7).

Durante uma série de palestras que dei numa igreja fui apresentado a alguém que possuía um par de papagaios que sabiam cantar uma pequena música cristã. Convidado a visitar a casa dele, aceitei e me admirei da maneira como os dois papagaios reproduziam o cântico inteiro a pedido do dono. Quando cheguei perto e o dono pediu que cantassem, cantaram admiravelmente, mas só até a metade.

Por mais que os incitasse a cantar para mim, sempre paravam pelo meio, talvez porque achei tão engraçado!

Deus criou o papagaio com o poder de imitar vários sons, inclusive a habilidade de cantar. Sabemos, porém, que o papagaio nada entende do que imita, quer sejam palavras, quer outros sons. Os dois que ouvi cantaram até algumas verdades da palavra de Deus, mas ninguém esperava que entendessem o sentido. O ser humano, porém, foi criado para compreender e anunciar as verdades de Deus.

Por isso é imprescindível que você leia a Bíblia para saber o que Deus diz.

O problema é que podemos repetir o que ouvimos sem saber seu significado, como os falsos profetas no texto lido hoje, que esperavam aceitação pelo Juiz eterno porque haviam falado 'em seu nome'. Enunciaram belas frases religiosas, mas sem significado para eles. Quando, como cristãos, tentamos explicar alguma parte da Bíblia sem compreendê-la, damos uma impressão falsa de conhecimento, mas não oferecemos um benefício espiritual.

Deus não se impressiona com a repetição de frases religiosas. Mais do que palavras, ele deseja ouvir a expressão do coração. Devemos controlar a mente para que realmente expresse diante de Deus o que se passa em nós ou acabaremos papagaiando. Muitos conhecem bem e repetem o 'linguajar' do evangelho, mas o que importa é viver de acordo, arrependendo-se das suas 'realizações' inúteis e confiando sua vida a Cristo. - TL

Meras repetições de verdades não substituem seu conteúdo na vida.

veja também