Internet sim!

Internet sim!

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:25

A estimativa feita do acesso a internet até 2010 é que cerca de 1 bilhão de pessoas tenham acesso à banda larga. A meta da ONU - Organização das Nações Unidas - é fazer com que todas as localidades do planeta possam oferecer internet mais acessível até 2015.

Meu sobrinho de três anos já tem Orkut, aos dois aninhos já jogava no computador, e com 1 anhinho já ligava o PC com intimidade  que as criancinhas de hoje em dia tem diante desta máquina. Então, já que ela veio e entrou em nossas casas, como usar a rede para nosso benefício?

Sempre ouvimos falar dos males causados pelo mau uso da internet, e é muito importante saber seus perigos mesmo! Deixar uma criança sozinha na Rede é como soltá-la nas ruas das cidades, com os riscos que se inovam a cada manhã. Como podemos usar a net e os jogos eletrônicos para o bem de nossas crianças e jovens?

Primeiro precisamos nos manter atualizados e bem informados para oferecer mais opções e menos proibições.

Também temos que criar espaços e ferramentas para desenvolver virtudes em nossos filhos e filhas. Então vou começar por mim, ou melhor, por meu filho...

Meu filho sempre teve seu tempo determinado para jogar e para usar o computador. E ainda tinha que passar pela minha Supervisão de mãe e educadora. Certa vez, quando eu lhe disse que o tempo tinha acabado, ele falou:

- Mãe, espera aí porque eu estou estudando. 

Como ele não gostava muito de ler, eu incrédula fui conferir, e não era que o garoto de dez anos estava estudando como fazer jogos eletrônicos! Bem, já que estava estudando liberei mais tempo para ele. A vontade do meu filho era fazer jogos eletrônicos para ensinar princípios bíblicos através deles. Estudou so-zi-nho, menino persistente! Puxou o pai. Depois de algum tempo o André começou a me mostrar uns joguinhos eletrônicos que ele estava fazendo. E assim foi crescendo de mãos dadas com o seu sonho de ser designer de games. Até o presente que ele deu à sua namorada foi um jogo feito por ele. Bem, hoje aos 18 anos ele está em outro estado trabalhando com criação de jogos eletrônicos. E tudo por mérito dele, pois por mim, ele estaria aqui bem ao meu lado... Oro para que ele seja um excelente profissional para realizar o sonho do garoto de 10 anos. Sei que ele vai alcançar milhares de pessoas em fase de formação com essa incrível ferramenta: internet.

Muitos podem achar estranho, mas eu digo: Internet sim!

Deixem as crianças usarem - mas como tudo na vida: com acompanhamento, na dose certa e visando o bem. Ou você pode proibir, mas terá que proibir sua criança também de sair na rua, de ir à escola ou a igreja e de ter amigos etc. Afinal de contas, nestes lugares ela também estará sujeita a todo tipo de gente. Proibir é mais fácil, mas é temporário. Educar é mais difícil, mas é permanente.

Ao invés de ficarmos brigando com a internet vamos usá-la em nosso benefício. Claro, sempre alertas para seus riscos. Mais concentrados em suas vantagens, que podem ser para o bem e bem maiores!

E por falar nisso, nos vemos pela rede:

https://twitter.com/AlexaGuerra7

http://www.youtube.com/user/semeadora7

Alexandra Guerra   é pedagoga, palestrante e jardineira. Autora dos livros "Infância: O Melhor Tempo Para Semear" e "Ciclos: de vida ou de morte, em qual deles sua família está?".

Contatos:

[email protected]

alexaguerra.blogspot.com

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições