Ciúme

Ciúme

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:26

A palavra ciúme vem do grego ''zelos'' e tem o sentido de emulações ou inveja. Positivamente é traduzida como ardor ou uma nobre paixão que pode conduzir a obtenção de coisas melhores para as demais pessoas. Porém a ênfase empregada por Paulo aos Gálatas é negativa.

É um anseio ardente, por conseguir vantagens individuais, motivados pela inveja. É como a lei de Gerson: ''levar vantagem em tudo'', só que, sem se importar com o que isto acarrete para os outros.

É um egoísmo de pura qualidade, assim como a cocaína mais refinada, que entorpece seu dependente usuário. O ciúme é um vício que mata quem dele faz uso e busca o assassinato gradativo de quem dele é o alvo maior.

Perdem-se muitas coisas salutares e agradáveis, quando as emulações assumem o poder na vida do indivíduo. John Bunian disse: ''Os ciúmes nunca se consideram fortes o bastante''. O ciumento é mestre em jogar barro em quem tem sucesso em seus empreendimentos. ''É uma febre a queimar permanentemente o frontal de quem possui a malícia''.

O dicionário da língua portuguesa define como um sentimento doloroso, causado pelas exigências de um amor inquieto, pelo desejo de possuir a pessoa amada ou pela suspeita de infidelidade.

Lembro-me bem, quando certa vez, em uma igreja que eu pastoreava em Belo Horizonte, fui procurado por uma jovem senhora, de nível universitário, boa aparência. Seu rosto estava avermelhado, os olhos lançavam chamas de ira, suas mãos transpiravam, e ela disse: ''Alguém pediu de púlpito que orássemos de mãos dadas, isto é um absurdo, meu marido segurou na mão de uma outra mulher''. Pude então perceber o quanto aquela pessoa era fraca e infeliz.

Existem aqueles que o cônjuge, nem para os lados pode olhar. Pois o coração do outro já se desespera com medo da infidelidade e chega ao cúmulo de apelidar a isto de aparência do mal. Entretanto é claramente desconfiança, medo de perda e insegurança, esta última, é um distúrbio psíquico em conseqüência de problemas ou traumas sofridos no decorrer da vida, é preciso tratamento. ''E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará''.

Se você permitir Jesus vai firmar suas estruturas pessoais e fazer de você alguém mais confiante, seguro e ameno. Não despreze a providência e o cuidado de Deus. Pois ele é quem realmente tem o controle de sua vida, das coisas que te cercam, e que você pensa que te pertencem. É bom entender que ninguém é dono de ninguém.

Na realidade somos todos do Senhor, ou filhos, ou criaturas. Ao reconhecermos seu comando, viveremos em paz. Para sua meditação, deixo-lhe a palavra de um escritor anônimo: ''Os ciúmes são a matéria prima do homicídio''.

Lincoln Portela é pastor presidente da Igreja Batista Solidária (desde 1992) em Belo Horizonte/MG; Radialista e deputado Federal por Minas Gerais. Apresentador do programa ''30 minutos'' pela Rede Minas de Televisão. Também é casado e pai de dois filhos.

Twitter: @LincolnPortela

Site oficial www.lincolnportela.com.br

Site da IBS http://www.igrejabatistasolidaria.com.br/

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições