Pátria, qual a sua?

Pátria, qual a sua?

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:23

Representar seu pais numa competição internacional é, sem dúvida, uma alegria muito grande para qualquer atleta. Vemos que nossos atletas lutam muito para chegar ao topo e erguer nossa linda bandeira, mesmo sabendo que existem muito problemas, desigualdade e falta de patriotismo por parte de muitos, especialmente por parte dos líderes eleitos pelo próprio povo.

Quem ama sua pátria luta para transformá-la para melhor... não se entrega  nem se conforma, mas luta contra toda forma de mal que faz as pessoas e o meio ambiente sofrerem.

Eu amo meu país. Já competi no exterior e passei alguns meses em alguns países diferentes, podendo ver alguns comportamentos fruto do patriotismo de cada cidadão. Vi pessoas lutando para manter seu país alerta contra a corrupção, pessoas lutando para conservar suas reservas ecológicas intactas e para educar as novas gerações no caminho da boa consciência. Um dos países que mais me chamou à atenção foi a Austrália, pois lá esse combate  sempre é tema de discussão, músicas, etc.

Quem de vocês já escutou a banda liderada pelo surfista e atual ministro do meio ambiente da Austrália? Peter Garret liderou o grupo Midnight Oil por muito anos e suas músicas sempre foram um hino convocando todos a marchar contra a poluição e destruição de seu pais, bem como foram uma pedra no sapato dos empresários cegos por dinheiro e poder. O Midnight Oil é conhecido em todo o mundo como uma banda de ideais políticos e ambientais fortes. Sua maneira de abordar tais temas transformou suas canções em hinos e suas apresentações em comícios, mantendo vivo o espírito contestador e inconformista do rock.

Peter é Cristão e mesmo lutando para preservar o planeta ele sabe que não pertence a essa pátria terrena. Esse é o ponto que mais me chama a atenção nisso tudo... nós vamos partir daqui a qualquer momento! Não podemos negar esse fato, vamos partir! A morte é uma das maiores certezas que temos. Porém, fomos convidados a fazer parte da pátria celestial.

Parece doideira né? Mas essa loucura eu pago pra ver sim! Jesus venceu a morte e passou quarenta dias comendo e bebendo com seus discípulos sendo visto por mais de quinhentas testemunhas de todo povo (Atos 1.4).  

Devemos cuidar bem de nossa pátria aqui na terra sem perder de vista a pátria eterna, celestial e superior que aguarda por todo aquele que crer em cristo como seu Senhor e Salvador.

Vejamos o que a Bíblia nos diz sobre esse assunto: ''Pois muitos andam entre nós, dos quais, repetidas vezes, eu vos dizia e, agora, vos digo, até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles está na sua infâmia, visto que só se preocupam com as coisas terrenas. Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas''. Filipenses 3.18-21

Eu sou brasileiro como muito orgulho e com muito amor... luto por um Brasil melhor, porém já estou a caminho de casa, onde vou passar a eternidade, de onde eu vim, de onde você veio, de onde todos viemos: do mundo espiritual.

Hebreus 11. 16 diz: ''Mas, agora, aspiram a uma pátria superior, isto é, celestial. Por isso, Deus não se envergonha deles, de ser chamado o seu Deus, porquanto lhes preparou uma cidade''. Vamos nessa?

Um semana iluminada a todos!

Marquito Santos   é formado em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, membro da Missão Surfistas de Cristo no Brasil, da Missão Internacional de Surfistas de Cristo, pastor e professor dos jovens da Igreja Presbiteriana de Fortaleza, além de escrever para o site Em Foco Surf.  

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições