Você tem sede de quê?

Você tem sede de quê?

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

Nos anos da juventude, esta pergunta estava a todo o momento em nossos ouvidos, graças ao titânico poeta Arnaldo Antunes. Ela ilustra muito bem a situação de inquieto desespero em que o ser humano vive na terra: as pessoas têm sede.

As Escrituras Sagradas dizem claramente que Deus colocou no coração de todos os seres humanos um anseio pela eternidade, algo que não podemos compreender inteiramente, mas que grita insistentemente dentro de nós (Eclesiastes 3.11).

Passamos grande parte do tempo de nossas vidas procurando por alguma finalidade última que irá dessedentar este nosso grande anseio. Porém, internamente, parecemos alimentar a sensação de um imenso vazio, que alguns tentam preencher na busca de seus sonhos e objetivos, ou compensá-lo com bens, realizações, aplausos, status, beleza e reconhecimento.

Mas as pessoas continuam com sede. E insistem em escavar os seus poços artesianos onde não há água, ou constróem cisternas rachadas que não podem retê-la por muito tempo (Jeremias 2.13).

Observe como você faz para matar a sua própria sede: talvez na busca pelo sucesso, na corrida pela fama, ou no desejo incontrolável pelo dinheiro.

Alguns, a procura de água para matar a sede, embrenham-se em jornadas para abismos cada vez mais profundos e obscuros: no abuso do álcool, no sexo e nas drogas.

Jesus disse a uma mulher à beira do poço: ''Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água, você lhe teria pedido e ele lhe teria dado água viva''. E depois ainda complementa: ''Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna'' (João 4.10-14).

Que possamos matar a nossa sede nesta fonte de água viva (Jesus) e apaziguarmos este anseio pela eternidade, que bate igualmente no coração de todos os seres humanos.

Paulo Henrique Oliveira Costa   é pesquisador especialmente interessado no estudo entre as tensões provocadas pelo que as Ciências postulam e comprovam, através dos seus experimentos científicos; pelo que a Filosofia elabora, através da lógica e da razão em diversas áreas do pensamento humano e, também, pelas convicções que as religiões e o Cristianismo nos proporcionam, através da Fé. Tendo optado por uma formação profissional em Tecnologia da Informação, área em que exerce suas atividades, nunca se afastou completamente do seu gosto pelo conhecimento e pela pesquisa, despertado em casa pelos pais. Em 2009, lançou seu primeiro livro: Alegria - Restaurando o Entusiasmo para Viver, pela Editora Fôlego, onde propõe uma alternativa viável para superarmos as fraquezas e as dificuldades nos tempos atuais, restaurando o otimismo, a esperança, a liberdade, o perdão, a saúde e a disposição para o serviço, através de uma verdadeira alegria. É casado e pai de três filhos.

Contato:   [email protected]

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições