Aparelhos e produtos de limpeza podem prejudicar espaço e alimentos

Aparelhos e produtos de limpeza podem prejudicar espaço e alimentos

Atualizado: Quinta-feira, 6 Maio de 2010 as 11:34

Os chineses consideram a cozinha como uma das mais áreas mais importantes da casa. Pudera, é lá que as conversas são cercadas pelos elementos alquímicos das comidas. São tantos alimentos, temperos, sabores, que este lugar nos remete ao prazer, à abundância,  à partilha. Mas, assim como vários ambientes da casa, a cozinha possui uma quantidade enorme de equipamentos eletrodomésticos como geladeiras, freezers, fornos, multiprocessadores, batedeiras, liquidificadores, microondas, entre tantos.

Sil Berti, especializada em Geoterapia, afirma que o ideal é deixar ligado na tomada apenas o aparelho que está sendo usado ou os que são necessários. "Quando for construir, o ideal é que a cozinha seja grande e arejada, com plantas naturais para minimizar os efeitos desses equipamentos", afirma Sil.

Para a geoterapeuta, os fornos microondas são os mais problemáticos. "Se for possível devemos evitá-los. Se não, devemos manter a distância destes aparelhos, principalmente quando estiverem em uso porque qualquer vazamento pode ser extremamente nocivo à saúde e não há qualquer manutenção periódica destes fornos. Outra coisa é esperar pelo menos 2 minutos após o cozimento dos alimentos, já que as partículas dos alimentos ainda estão em estado vibracional", adverte ela.

Na opinião de Sil, as frutas duram bem mais se colocadas em lugares adequados e nunca em cima dos aparelhos eletro-eletrônicos. Outras dicas importantes são referentes à cor e iluminação. "O ambiente da cozinha tem que ser claro e a quantidade de luz artificial tem que ser de, no mínimo, 600 lux (unidade internacional de luminosidade).", ressalta.

No quesito limpeza, a geoterapeuta indica uma receita natural com limão, vinagre, hortelã e bicarbonato que, segundo ela, funciona melhor do que os desinfetantes tóxicos que liberam gases e contaminam nossos alimentos, além do ar que respiramos. Para finalizar, Sil Berti recomenda esquecer a água sanitária.

veja também