Aprenda a congelar os alimentos corretamente

Aprenda a congelar os alimentos corretamente

Atualizado: Quinta-feira, 25 Novembro de 2010 as 11:12

Não há como negar: essa maneira de conservar a comida facilita a vida da dona de casa. Dá para preparar vários pratos - ou até refeições completas -, tudo de uma vez. Veja como fazer isso preservando a cor e os nutrientes dos alimentos. E lembre-se: na hora de descongelar a comida, algumas técnicas bem simples garantem a qualidade e o sabor de suas receitas.

Cuidados especiais

. Tempere os pratos suavemente, porque o congelamento tende a realçar o sabor.

. Coloque a comida em embalagens próprias para congelar: potes ou sacos plásticos, pirex ou travessas com tampa de vidro temperado.

. Ponha data na embalagem usando lápis de cera. Assim, a escrita não desbota.

. Organize os congelados mais antigos à frente, para que sejam usados primeiro.

. Não encoste embalagens de alimentos frescos naquelas que já estão congeladas. A diferença de temperatura pode alterar o sabor e a textura da comida.

. Ocupe no máximo ¾ da capacidade do seu congelador ou freezer. Quando o espaço está completamente lotado, o ar não circula.

. Se o freezer deixar de funcionar por defeito ou falta de energia elétrica, não congele os alimentos de novo. Os pratos prontos devem ser consumidos imediatamente, e os alimentos crus precisam de cozimento antes de serem preparados.

. Só tire o alimento do freezer quando for usá-lo. Tente consumi-lo em até 24 horas. No caso de frutos do mar, eles aguentam no máximo 12 horas depois de descongelados.

É proibido congelar

Alguns alimentos não devem ser levados ao freezer, porque são mais sensíveis e não resistem ao frio:

Arroz com molho: ele ficará esponjoso. Batata: sozinha, ela amolece, esfarela e escurece. Porém, como purê ou suflê, fica perfeita quando congelada. Maionese, pudim e creme: se levou leite e ovos no preparo, não congele. Ovo cru inteiro: a casca estoura. Mas a clara ao natural congela bem e dura muito tempo & Iogurte: os componentes se separam e ficam "terrosos". Fruta: só vai ao freezer se estiver cozida, em calda ou purê. Verduras, rabanete e tomate cru: eles murcham, amolecem, e mudam de cor e de sabor. Hora de descongelar

Para que os alimentos voltem ao estado natural com o mesmo sabor e a mesma textura, é preciso tomar alguns pequenos cuidados:

À temperatura ambiente: bom para tortas, bolos, doces e frutas em calda. No refrigerador: ideal para aves e carnes cruas, pois o processo é mais lento. Descongele-as somente até que um palito possa ser inserido no interior. O alimento deve estar frio, mas sem gelo, antes de ser cozido. No forno ou fogão: indicado para todos os pratos prontos, como assados, ensopados e vários tipos de molhos. No microondas: antes de levar qualquer alimento ao microondas, consulte o manual de instrução do seu aparelho, porque a programação do descongelamento pode variar de uma marca para outra. Ao levar o prato ao forno, mantenha a embalagem do alimento bem tampada. Isso evita que a comida fique com aquele jeitão ressecado ou respingue no seu aparelho, fazendo aquela sujeira... Outras maneiras de descongelar

Arroz: em banho-maria. Assados: no forno, envoltos em folhas de papel-alumínio. Sopas e ensopados: na panela de pressão, com 5 cols. (sopa) de água. Tortas salgadas: em temperatura ambiente. Se tiver pressa, envolva em papel-alumínio e leve ao forno. Feijão: na panela de pressão com um pouco de água fria, abrindo quando formar pressão. Peixes: no refrigerador, sob água corrente (embalados) ou no forno, se forem para assar. Tempo de conservação dos alimentos

Frango: 12 meses Carne bovina: 12 meses Queijo: 8 meses Peixe magro: 6 meses Manteiga: 6 meses Carne moída : 3 meses Miúdos de frango: 2 meses Peixe gordo: 3 meses Leite: 4 meses Pães: 4 meses Salgadinhos: 3 meses Pizza pronta: 1 mês

veja também