Cardápio deve ser repleto de alimentos naturais e sem produtos químicos

Cardápio deve ser repleto de alimentos naturais e sem produtos químicos

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 10:32

  Dia Nacional da Nutrição   é comemorado nessa quinta-feira (31) e é uma boa oportunidade para refletir sobre a qualidade dos alimentos consumidos e oferecidos para a família. Muitos produtos industrializados, por exemplo, oferecem praticidade em troca de um alto custo para a saúde. “Associados à má alimentação, o sedentarismo, o estresse e o ritmo de vida corrido aumentam o risco de doenças graves como obesidade, problemas cardiovasculares e hipertensão”, ressalta o nutrólogo Maximo Asinelli.

Para manter a saúde em dia é fundamental reduzir o consumo de alimentos com conservantes e produtos químicos, dando preferência a produtos naturais que nutrem o organismo sem oferecer riscos. “Algumas empresas já estão seguindo a tendência dos alimentos naturais, como a italiana DelSanto. Ela é especialista na conservação de fungos frescos e hortaliças, sem o uso de qualquer produto químico. Cebola Borettane, Funghi Pleurotus, Corações de Alcachofra, Champignon de Paris, Tomate sem Pele e Sugo ao Manjericão são alguns dos produtos comercializados”, afirma o médico.

A DelSanto utiliza em seu processo de fabricação um sistema de esterilização dos alimentos e das embalagens utilizadas que extingue a necessidade de conservantes ou aditivos químicos. “A conservação é feita com óleo de girassol e especiarias, que garantem a conservação dos produtos e as suas características naturais. A textura, a cor e o sabor são mantidos como frescos, com a vantagem que a durabilidade é muito maior e não prejudica a saúde”, ressalta o empresário Alexander Bonetti, da San Marco Alimentos, que importa os itens da DelSanto com exclusividade para o Brasil.

A tecnologia utilizada é de ponta e garante a conservação dos alimentos por até três anos. A DelSanto possui três prestigiados laboratórios autorizados pelo Ministério da Saúde da Itália e certificados pelo ISO 9001. “A DelSanto deu início as suas atividades há mais de 30 anos na região do Veneto, norte da Itália, e sempre primou pela qualidade e pelas receitas tradicionais italianas. Os produtos são comercializados por toda a Europa, Estados Unidos, Japão, Austrália, Brasil e outros países”, conta Bonetti.

O consumidor pode encontrar os fungos e hortaliças em embalagens de vidro e em sachês de alumínio nos supermercados. Também é possível saboreá-los em restaurantes que utilizam os produtos da DelSanto como ingredientes para incrementar o cardápio. “É possível criar várias receitas, servi-los com risotos, massas, pizzas e até como acompanhamento de outros pratos. Basta ter criatividade para aproveitar o sabor excepcional e os benefícios à saúde”, acrescenta o empresário.

San Marco Alimentos

http://www.sanmarcoalimentos.com.br    

veja também