Cem modos de fazer expresso ou coado?! Mark, "o original", sabe

Cem modos de fazer expresso ou coado?! Mark, "o original", sabe

Atualizado: Terça-feira, 5 Outubro de 2010 as 11:55

Fotógrafo canadense criador da expressão ‘coffee geek’ gosta tanto de café que se tornou professor da matéria

O canadense Mark Prince é "o" coffee geek, "o original", como faz questão de frisar. Foi ele quem criou a expressão que designa os supernerds do café. Ops, nerd não: Prince é geek.

"Um amigo me chamava de coffee nerd. Um dia respondi: ‘Sou coffee geek, não coffee nerd.’ O termo pegou. Registrei o domínio CoffeeGeek.com e depois lancei o site", diz em entrevista ao Paladar, de Vancouver.

Fotógrafo e designer gráfico, apaixonou-se pela cultura do café numa viagem à Europa nos anos 90. "Adorei a cena do café na França, ainda que a qualidade da bebida fosse medíocre. Quando cheguei à Itália e tomei meu primeiro expresso de verdade, fiquei completamente viciado."

Em 2000, começou a estudar o café. Fez os cursos profissionais da Specialty Coffee Association of America (SCAA) - de degustação, torrefação, avaliação e métodos de preparo - e também o de barista e de juiz dos campeonatos de barista. As resenhas sobre equipamentos e a obsessão pelo funcionamento perfeito resultaram em contratos para testar máquinas de empresas como a La Marzocco e a fabricante de moinhos Baratza. O hobby virou trabalho. "Fui pioneiro em analisar equipamentos e processos na extração de expresso", diz.

Hoje, além de fotógrafo, designer, consultor e crítico, dá aulas sobre a bebida. No ano passado montou um laboratório em que mostrava mais de cem maneiras de preparar café coado e expresso. "Há dez anos, achávamos que sabíamos tudo sobre café, mas não sabíamos. Agora parece que sabemos muito sobre métodos de preparo, mas em breve vamos olhar para trás e dizer: "Uau, como éramos ignorantes."

veja também