Chocolaterias revelam o segredo do bom chocolate

Chocolaterias revelam o segredo do bom chocolate

Atualizado: Terça-feira, 1 Junho de 2010 as 9:09

Assim como os charutos e os vinhos, os chocolates também viraram artigo de luxo. Eles são comercializados em embalagens personalizadas, vendidos em boutiques ou ateliês, e entraram na "categoria gourmet".

Renata Moraes Vichi, vice-presidente do Grupo CRM, que detém as marcas Kopenhagen, Brasil Cacau e Dan Top, explica que o chocolate gourmet é um chocolate diferenciado, que possui características próprias, feito com matéria-prima de elevada qualidade.

- Tais atributos emprestam ao chocolate sofisticação e um sabor único, como, por exemplo, melhor ponto de derretimento, menos açúcar e menos gordura, e o que sobressai é apenas o sabor do cacau.

E essa matéria-prima faz o preço do chocolate subir. Na Cau Chocolates, por exemplo, o preço de uma caixa de bombons chega a custar até R$ 144. A maioria desses produtos é feita com cacau importado.

Eliane Pasquali, chocolatier da Tchocolath, em São Paulo, conta que as regiões tropicais da América Latina, África e sudeste da Ásia produzem cacau de alta qualidade.

No entanto, o "queridinho" das chocolaterias de luxo é o chocolate belga, como é o caso da Chez Bonbon, no Rio de Janeiro. Elvira Wiltgen, chef chocolatière do local, conta que seus doces são feitos com cacau da marca belga Barry Callebaut.

- Esse chocolate oferece uma diferenciação pela textura, brilho e sabores mais puros.

A diferença do chocolate belga

Não há como negar que há diferença entre o chocolate importado e o brasileiro.

Segundo uma resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no Brasil, para ser considerado chocolate, o produto precisa ter apenas 32% de cacau, enquanto os importados chegam a ter o dobro dessa quantidade.

Fabíola Toshi, do ateliê que leva seu nome, conta que, para um chocolatier europeu, o chocolate brasileiro é muito fraco.

- Quem prova um chocolate considerado de luxo acaba tendo um gosto mais refinado e tende a procurar sempre esse tipo de produto.

A chocolatière Ana Maria Magalhães, do ateliê La Poêle, em São Paulo, conta que, quando fazem degustação, os clientes pedem pelo chocolate belga.

- O chocolate de luxo é preparado especialmente para atender a gostos mais exigentes. Ele é feito para ser apreciado.

Segundo Eliana, o chocolate de qualidade derrete com facilidade na boca e é feito com maior quantidade de massa e de manteiga de cacau, e não leva gorduras.

Por: Helena Dias

veja também