Conheça alguns dos pratos mais caros de São Paulo

Conheça alguns dos pratos mais caros de São Paulo

Atualizado: Quinta-feira, 26 Agosto de 2010 as 8:25

Quanto você pagaria por uma refeição? Para quem se preocupa com valores, não faltam opções em São Paulo. E para que não se preocupa, também não.

Em muitos restaurantes, um bom jantar chega a custar mais de R$ 150 por pessoa. Se for acompanhado de um vinho requintado e uma sobremesa "gourmet", esse preço pode subir muito mais.

 Alta qualidade dos alimentos, ambiente requintado e um nome tradicional são os três ingredientes básicos destes estabelecimentos. No Fasano, um dos restaurantes preferidos de celebridades (até Madonna fez uma boquinha por lá quando veio ao Brasil), se você quiser comer uma "aragosta all 'acqua pazza" (uma lagosta inteira servida na própria casca com ervas úmidas), vai ter que desembolsar a "bagatela" de R$ 270.

Já no restaurante D.O.M., que ficou em 18º lugar na S. Pellegrino, lista que avalia os 50 melhores estabelecimentos do mundo, um jantar não sai por menos que R$ 100 por pessoa. O preço é parecido se você quiser jantar no Terraço Itália, no famoso Edifício Itália, no centro de São Paulo. Além dos três "ingredientes" básicos citados acima, o local, que fica a 160 metros do chão, ainda conta com uma vista panorâmica  da cidade de São Paulo.

Confira uma galeria feita pelo R7:

Lagostin grelhado do A Bela Sintra, R$ 124 - Lagostins são uma espécie de crustáceos parecida com camarões, e com preço bastante elevado. Em alguns lugares, o quilo chega a custar até R$ 60. Neste prato, eles são grelhados na casca, servidos com purê de batata, uva passas e queijo português feito com leite de cabra, também conhecido como queijo da serra (é produzido nos montes mais altos de Portugal). A receita do A Bela Sintra foi elaborada pela chef portguesa Ilda Vinagre

Tropical Kobe Beef, R$ 185, do A Figueira Rubayat - Como um bife pode ser tão caro? Simples: basta ser feito com carne de gado japonês, batizado de kobe. Esse gado recebe um tratamento de luxo para ficar com a carne extremamente suculenta e macia. Os bois passam por uma dieta especial, à base de cevada, e até massagens diárias para garantir que a capa de gordura fique uniforme. Outros métodos (quase humanos) também são usados para "relaxar" o bicho, como acupuntura e tratamento com tapetes térmicos

Fagiano al Forno con Tartufo Nero, R$ 92, do Zucco -  A receita italiana em português significa faisão assado ao forno com trufas negras. O preço alto do prato, que também vem acompanhado de polenta, se dá por causa das trufas. E nada de chocolate. As trufas são cogumelos subterrâneos que precisam da ajuda de cães ou porcos farejadores para serem encontradas. O quilo custa em média R$ 1.400. A iguaria também é conhecida como "Diamante Negro" ou "Pérola Negra" devido ao valor e à raridade

veja também