Cozinha mexicana autêntica ganha defensores em São Paulo

Cozinha mexicana autêntica ganha defensores em São Paulo

Atualizado: Quinta-feira, 10 Junho de 2010 as 10:14

Temperos característicos, frutos típicos e ervas inexistentes no Brasil são ingredientes essenciais na preparação da verdadeira comida mexicana. A autêntica culinária do país, sem a influência dos Estados Unidos, enfrenta dificuldades para chegar ao Brasil, mas ganha defensores em São Paulo.

"Os cardápios oferecidos pelos restaurantes paulistas são baseados nas franquias de restaurantes mexicanos nos EUA, do tipo que se encontram nas praças de alimentação", afirma a mexicana Lourdes Hernández. A cozinheira explica que os pratos preparados nessas casas pecam por serem adocicados demais e os tacos duros e quebradiços feitos por aqui não existem em seu país natal.

Longe das cozinhas profissionais, Hernández oferece refeições em sua própria casa sem agenda pré-determinada e com divulgação restrita. Sempre que possível, ela vai ao México em busca de iguarias que não consegue comprar no Brasil.

"É muito difícil encontrar os ingredientes, é um grave problema", lamenta.

"Aqui não tem o tomate verde, não se encontram os chiles e se sofre muito para conseguir um milho de qualidade".

O problema é apontado também pelo chef Luiz Barbosa como principal dificuldade para o preparo de pratos mexicanos no Brasil. "O epazote, uma erva riquíssima que não pode faltar nos molhos e sopas no México, não é encontrada aqui", afirma.

À frente do restaurante Camauê, Barbosa comanda até o próximo dia 13 o segundo Festival Viva Mexico. A seu lado, está a chef mexicana Ariadne Portilla, que trouxe novas ideias e ingredientes típicos para o preparo do cardápio, de sementes à farinha pura mexicana.

Para Lourdes, é preciso que o Brasil comece a cultivar esses elementos para se aproximar mais da culinária mexicana. Para ela, a cozinha brasileira já guarda muitas semelhanças com a de seu país.

"Compartilhamos muitos ingredientes, como batatas, batata doce, todos os tipos de peixe. Comemos o mesmo feijão, que é o alimento diário de 100 milhões de mexicanos". A mudança, no entanto, não será fácil. "A Itália demorou 15 anos para conseguir o tomate mexicano", conta.

Confira abaixo a receita de molho de abacate para salada de Lourdes Hernández e a receita de pastel de tres leches do Festival Viva Mexico do restaurante Camauê.

Serviço

2o Festival Gastronômico Mexicano Viva Mexico

Restaurante Camauê - Hotel Holiday Inn Parque Anhembi

Quando: de 8 a 13 de junho, das 19h às 23h

Onde: Rua Prof. Milton Rodrigues, 100, Parque Anhembi, tel.: 0/xx/11/2107-8825

Quanto: R$ 69 por pessoa

Na Casa dos Cariris

Lourdez Hernández

Reservas pelo email: [email protected]

Receitas

Molho de abacate para salada

Lourdes Hernández

Dois abacates pequenos 200 ml de iogurte natural 1 dente de alho Sal Suco de limão Pimenta moída Bater tudo no liquidificador

Pastel de tres leches

Chef Luiz Barbosa e chef Ariadne Portilla

1 copo ou 250g de açúcar 5 unidades de ovos 1/3 copo de leite 1 colher de chá de essência de baunilha 1 copo de farinha de trigo 1 1/2 colher de chá de fermento em pó Para afogamento

1 lata de leite condensado

1 lata de leite evaporado

1/2 copo de creme de leite fresco ou 1 lata de creme de leite

Modo de preparar

Forno a 175 graus. Unte e esfarinhe uma forma refratária

Bata as gemas e 3/4 de copo de açúcar até que a mistura fique clarinha e dobre de volume adicionando o leite, a baunilha, o trigo e fermento

Bata as claras em neve até formar picos

Misture as claras em neve à massa já batida. Coloque na forma já untada.

Deixe assando por 40 minutos ou faça o teste do palito. Deixe esfriar por 10 minutos

Se quiser, pode desenformar o bolo e transferir para outro recipiente fundo. Se tiver feito em refratário, pode deixar onde está. Faça furinhos em toda a superfície do bolo.

Misture o leite condensado e o creme de leite, acrescente o leite evaporado e despeje a mistura sobre o bolo

Aguarde alguns minutos, acrescente a cobertura de sua preferência e está pronto.

Serve 8 porções.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também