Dicionário do Doceiro Brasileiro é lançamento da 21° Bienal do Livro

Dicionário do Doceiro Brasileiro é lançamento da 21° Bienal do Livro

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:16

Mais que um livro de receitas, um panorama socioeconômico do Brasil no século 19. Este é o Dicionário do Doceiro Brasileiro, escrito pelo Dr. Antonio José de Souza Rego (ed. Senac, R$70), um dos livros de receitas lançados durante a 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece até 22 de agosto.

Organizada pelo antropólogo e historiador Raul Lody, a obra é uma compilação de 940 receitas de doces elaboradas nas cozinhas brasileiras. Lody acrescentou um glossário à publicação, que não fazia parte da edição original, lançada em 1892.

As receitas são elencadas em ordem alfabética, entre elas, arroz-doce, cocada, diversos tipos de bolo, geleias e até xaropes com limão, tamarindo e caju.

Além dos ingredientes e indicações de preparo, há também comentários sobre a contextualização social e a origem do quitute.

Lody mostra a importância do açúcar como ingrediente essencial na elaboração dos doces e revela também sua importância econômica e cultural. O leitor acompanha como as influências indígena, africana e, sobretudo, europeia, contribuíram para criação da doçaria no país.

Esta receita abaixo, escrita de maneira super graciosa, é uma das 940 presentes no livro.

Pão de Ló da Ilha Madeira

Batem-se bem com dois garfos quatro ovos e depois, sem cessar de bater, vão-se deitando dentro, pouco a pouco, os seguintes ingredientes na ordem que se segue: 180 gramas de açúcar peneirado, outro tanto de farinha de trigo peneirada, 120 gramas de manteiga derretida, mas não quente, a casca de um limão verde, e, na ocasião de deitar-se na forma, mistura-se dentro a terça parte de uma colher de chá de carbonato de soda, e leva-se logo ao fogo, durante uma hora.

A manteiga derretida vai-se ajuntando devagarzinho, e enquanto uma porção não está bem misturada não se ajunta outra. Pode-se deitar também um pouco de cidrão em pedacinhos, mas o que é essencial é bater o pão de ló sempre até que vá para o forno.

Dicionário do Doceiro Brasileiro

Autor: Dr. Antonio José de Souza Rego

Organização: Raul Lody

Editora: Senac São Paulo

Preço sugerido: R$ 70

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições