Eficácia do tomate no combate às doenças cardiovasculares não é comprovada

Eficácia do tomate no combate às doenças cardiovasculares não é comprovada

Atualizado: Sexta-feira, 14 Maio de 2010 as 2:44

Os carotenóides são pigmentos solúveis em gordura, com potencial antioxidante e abundantes em frutas e vegetais. Os principais são o a caroteno, ß caroteno, licopeno, luteína e zeaxantina. As alegações de proteção cardiovascular dos carotenóides ainda não puderam ser comprovadas, mas povos que se alimentam de dietas ricas em verduras e frutas são comprovadamente menos acometidos por doenças cardiovasculares. Comprovar essa relação fica difícil em estudos observacionais, uma vez que, coincidentemente, são povos com outros hábitos de vida também saudáveis.

Dentre os carotenóides, o licopeno recebeu grande ênfase, nos últimos anos, em virtude da associação comprovada da ingestão frequente do tomate com a redução da incidência de câncer de próstata.

Quando avaliado o consumo do molho de tomate, parece que a proteção é ainda maior. Sabemos, entretanto, que a suplementação com licopeno manipulado em cápsulas não tem o mesmo efeito do consumo do licopeno na dieta. Novamente, aqui, encontramos muita dificuldade em comprovar tal alegação, devido ao fato do estudo observacional não ter força para definir um conceito. Esses estudos apenas chamam a atenção para pontos que devem ser esmiuçados de forma mais precisa através de pesquisas com melhores níveis de evidências científicas.

veja também