Encantos no vidro de azeite

Encantos no vidro de azeite

Atualizado: Quinta-feira, 10 Dezembro de 2009 as 12

Os extravirgens comuns que nos desculpem, mas azeite aromatizado é bem mais instigante. Há qualquer coisa de misterioso e divertido em adivinhar o que está ali dentro. E há ao menos um bom motivo para pensar em azeites aromatizados como presente de fim de ano: eles são fáceis de fazer.

Você pode usar um comum, mas o extravirgem é mais suave (acidez abaixo de 0,8%). No mais, arme-se de um bom pilão (prefira o de pedra, já que o de madeira guarda os aromas da maceração anterior) e misture o que tiver à mão, sem medo.

Sabrina Jeha, do viveiro Sabor de Fazenda (tel. 3631-4915), explica que, quando temperados com ervas frescas, os azeites ficam rançosos após sete dias. Com ervas secas, o consumo é longevo (mais de um mês) e o intervalo ideal até o consumo, de dez dias. Para o de ervas frescas, hortelã e orégano são boas pedidas. No de ervas secas, vão bem zimbro, cardamomo, pimenta rosa e alecrim.

Os vidros precisam estar impecavelmente limpos para receber os azeites. Do contrário, estes correm o risco de mofar. Para esterilizar é só mergulhar cada um em água fervente por cinco minutos. Em seguida, levar ao forno preaquecido por dez minutos a 200°C e deixar de um dia para o outro, ou, ao menos, por duas horas.

1 Pilão - Soque metade das especiarias e, no fogo, aqueça o azeite com o alho por 1 minuto

2 Montagem - Coloque os ramos de alecrim e as sementes moídas e inteiras no vidro

3 Final - Por último, com a ajuda de um funil, acrescente o azeite aquecido com o alho

Por: Olívia Fraga

veja também