Garfo

Garfo

Atualizado: Quinta-feira, 9 Março de 2006 as 12

Garfo

Ele é um bom garfo. Heloisa Fernandes

[email protected] Hoje, é assim que nos referimos a todas as pessoas de bom apetite, que comem (e muitas vezes repetem) praticamente tudo o que se leve à mesa. Mas, como será que esses apreciadores da mesa farta eram denominados antes da invenção do garfo? Simples comilões? Acredita-se que o garfo tenha sido usado pela primeira vez no século XI, em casas italianas, para se comer frutas que poderiam manchar os dedos das mãos. Até então, as pessoas comiam com as próprias mãos ou, muitas vezes, pegavam os alimentos com facas.

Foi só no final da década de 1450 (século XV) que os garfos começaram, lentamente, a substituir as facas na alimentação. No século XVI, Henrique III introduziu o garfo individual (antes disso os garfos eram divididos entre as pessoas), o que contribuiu bastante para que mais pessoas passassem a usá-lo. Entretanto, foi apenas por volta de 1620 (século XVII) que o uso dos garfos se difundiu e eles passaram a ser utilizados na maioria das mesas da Europa.

Na verdade, os garfos primitivos possuíam apenas dois dentes. No início do século XIX, os garfos de três dentes se tornaram grande moda. E os garfos de quatro dentes, parecidos com o que nós usamos hoje, só iriam surgir em 1880.

Pela história, dá para perceber que o garfo foi uma invenção um pouco difícil de pegar. Mas, quando pegou, pegou mesmo. Basta olhar para o nosso próprio dia-a-dia.

veja também