Gastronomia. O que a Bíblia diz?

Gastronomia. O que a Bíblia diz?

Atualizado: Terça-feira, 1 Novembro de 2005 as 12

Você cristão ou você que tem interesse em adquirir conhecimento em diversos assuntos, terá oportunidade de saber que também nos tempos antigos, antes e depois de Cristo, a Gastronomia, a importância e a preocupação com um hábito alimentar saudável já existia.

Rica fonte de pesquisa: a Bíblia, o mais antigo dos livros. Veja então o que ela diz:

Em 3 João2 está claro o que Deus deseja para nossas vidas:

"Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma."

O Senhor Deus quer que tenhamos saúde, ele deseja nos abençoar, suprir tanto nossas necessidades espirituais quanto físicas. Ele não deseja que nosso corpo sofra doenças.

Em Êxodo 23:25 Ele promete ao povo de Israel: "Servireis, pois, ao Senhor vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades".

Essa promessa sem dúvida se estende para todo o seu povo, para você servo de Deus!

Importância de um hábito alimentar saudável. Desde o início Deus se preocupou com que o homem se alimentasse bem. Ele sempre nos deu o melhor!

Em Gênesis 1:29 temos o primeiro regime alimentar recomendado para o homem e a mulher: frutas, cereais, nozes e legumes.

"Disse-lhes mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que produzem semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, bem como todas as árvores em que há fruto que dá semente, ser-vos-ão para mantimento."

Logo após o Dilúvio, quando havia muito pouca vegetação em Gênesis 9:2-4 Deus fala mais sobre o regime alimentar.

Logo após o Dilúvio, (o castigo divino universal sobre um mundo ímpio e impenitente. Uma fortíssima chuva que durou 40 dias destruindo toda a Terra), muito pouca vegetação restou após essa catástrofe. Em Gênesis 9:2-4 Deus fala mais sobre o regime alimentar. Nossa alimentação foi enriquecida!

"Terão medo e pavor de vós todo animal da terra, toda ave do céu, tudo o que move sobre a terra e todos os peixes do mar, nas vossas mãos são entregues. Tudo quanto se move e vive vos servirá de mantimento, bem como a erva verde; tudo vos tenho dado. A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis."

O povo de Deus tinha que ter cuidado com a sua comida e distinguir entre o que era bom e o que não era. A Bíblia diz em Levítico 11:47 "Para fazer separação entre o imundo e o limpo, e entre os animais que se podem comer e os animais que não se podem comer".

A distinção entre os animais limpos e imundos continuará até o fim dos tempos. Em Isaías 66:15-17 lemos: "Por que eis que o Senhor virá em fogo; e os seus carros como um torvelinho, para tornar a sua ira em furor e a sua repreensão, em chamas de fogo. Porque com fogo e com a sua espada, entrará o Senhor em juízo como toda a carne, e os mortos do Senhor serão multiplicados. Os que se santificam e se purificam nos jardins uns após outros, os que comem carne de porco, e a abominação, e o rato juntamente serão consumidos, diz o Senhor."

Portanto cuidado com o que você come!

O Profeta Daniel nos deu exemplo da importância de um bom regime alimentar. Antes, vale aqui falarmos um pouco sobre quem foi Daniel.

Possivelmente Daniel era descendente do rei Ezequias, vindo de uma família culta da alta classe de Jerusalém. Supõe-se que ele viveu até cerca de 530 a.C.quando teria concluído o livro na última década de sua vida. O grande êxito de Daniel em Babilônia atribui-se à sua integridade de caráter, aos seus dons proféticos e às intervenções de Deus que resultaram no seu acesso rápido a posições de destaque e de responsabilidade na corte do rei Nabucodonosor. Cronologicamente, Daniel é um dos últimos profetas do Antigo Testamento. Seu nome significa "Deus é meu juiz". Daniel ficou muito conhecido pelo episódio de sua passagem na "Cova dos Leões" (Capítulo 6).

Em Daniel 1:8 você pode ler:

"Daniel, porém, propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe concedesse não se contaminar." Em Daniel 1:12 diz o que ele decidiu comer: "Experimente, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos dêem legumes a comer e água a beber".

É importante termos domínio próprio nos nossos hábitos alimentares.

No capítulo 5 do Livro de Gálatas o apóstolo Paulo nos ensina sobre as Obras da Carne e os Frutos do Espírito. As "Bebedices" (descontrole das faculdades mentais por meio de bebida embriagante) e as "Glutonarias" (diversões, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo também drogas, sexo e coisas semelhantes) são citadas como obras da carne. As palavras finais sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do reino de Deus (não terá salvação).

A Bíblia chama o "fruto do Espírito", o modo de viver íntegro e honesto que se realiza na pessoa à medida que ele permite que o Espírito Santo de Deus dirija e influencie sua vida, a comunhão com Deus.

A "Temperança" é o "fruto do Espírito" que se refere ao controle ou domínio sobre nossos próprios desejos.

O objetivo principal da vida do crente é agradar a Deus. Honramos a Ele mediante nossa obediência ao que ele nos orienta e ensina, ações de graças, confiança, oração, fé e lealdade. Viver para a glória de Deus deve ser uma norma fundamental em nossa vida, o alvo da nossa conduta, e teste das nossas ações.

A Bíblia diz em 1Coríntios 10:31: "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus".

O que dizem as Escrituras sobre as bebidas alcoólicas? Elas fazem mal?

Provérbios 20:1 "O vinho é escarnecedor, e a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar não é sábio".

Provérbios 23:29-35

"Para quem são os ais? para quem os pesares? para quem as pelejas? para quem as queixas? para quem as feridas sem causa? e para quem os olhos vermelhos? Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando bebidas misturadas. Não olhes para o vinho quando se mostrar vermelho, quando resplandece no corpo e se escorre suavemente. No seu fim morderá como a cobra, e como o basilisco picará. Os teus olhos verão coisas estranhas, e tu falarás perversidades. O serás como o que se deita no meio do mar e como o que dorme no topo do mastro. E dirás: Espancaram-me, e não doeu; bateram-me e não o senti; quando virei a despertar? ainda tornarei a buscá-lo outra vez.

Eu e você sabemos que tudo em excesso tem uma conseqüência. E normalmente uma conseqüência ruim...

Provérbios 23:20-21

"Não estejais entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne. Porque o beberrão e o comilão caem em pobreza; e a sonolência cobrirá de trapos o homem."

Diante de tudo isso tenha sempre em mente:

 "Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Coríntios 6:19).

Nós pertencemos a Deus e nosso corpo nunca deve ser profanado por nenhum tipo de impureza e imoralidade. Através do nosso corpo devemos glorificar a Deus. 

Então mãos à obra! Cuide-se! Alimente-se bem. Cuide de seu corpo e de sua saúde! O Espírito Santo de Deus terá prazer em habitar em um corpo saudável!

veja também