Os benefícios do tomate

Os benefícios do tomate

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 9

  O tomate é, possivelmente, um dos ingredientes mais populares da nossa culinária. Seja no molho, na salada ou até como tempero, essa fruta típica das Américas do Sul e Central atualmente marca uma presença importante no mundo todo. Rico em licopeno, vitaminas A e C, potássio, folato, magnésio e cálcio, ele garante benfeitorias à saúde principalmente se não for industrializado. “Estudos mostram que o licopeno é mais facilmente absorvido no molho de tomate comparado com o tomate in natura. Por isso, sempre faça uso do molho natural, preparado com tomates frescos, a fim de garantir os benefícios das vitaminas e minerais neles presentes”, explica a nutricionista Dafne Oliveira.

  Mas se você não tem tempo de fazer o molho diariamente, a especialista dá uma dica: “Caso sua vida seja super corrida e não seja possível preparar um molho de tomate fresco todos os dias, segue a novidade: estudos mostraram que, ao congelar o molho de tomate, perde-se parte da vitamina C, mas o licopeno ainda é mantido no alimento. Assim, uma boa pedida é fazer uma quantidade suficiente de molho e congelar parte deste para utilizá-lo em outros dias e aproveitar seus benefícios de modo mais prático”. Composto por potentes antioxidantes que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento, o tomate também conta com outras vantagens que podem garantir o bom funcionamento do organismo. “O magnésio e o potássio desempenham um importante papel no processo de contração e relaxamento muscular. O potássio ainda é responsável pelo balanço da água no organismo e o folato é cuida da produção e manutenção das células – já que está relacionado à síntese de DNA”, revela a nutricionista. “Além de desempenhar um importante papel na contração muscular, o cálcio é imprescindível para formação e manutenção do tecido ósseo. A vitamina C, em particular, também promove a síntese de colágeno, proteína que tem a função de sustentar e integrar as células principalmente as da pele, ossos e cartilagem”, completa Dafne.    

veja também