Para os amantes da comida portuguesa, ES traz diversas opções

Para os amantes da comida portuguesa, ES traz diversas opções

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 11:57

O   Espírito Santo   é um resgate daquilo que realmente é nosso. Inspirado nas tascas lisboetas, decorado por azulejos portugueses e fotos da terrinha, é um local onde os paulistanos podem sentir um pouco do clima da casa de seus avós e saborear pratos com o verdadeiro sotaque português.

Competente, a cozinha comandada pelo chef Paulo Pereira Ramos - à frente das panelas desde a abertura da casa, em 1998 - prepara tentadoras especialidades d’além-mar como a Bacalhoada à Portuguesa, assada com batatas, tomates, cebola, pimentões, azeitonas e ovos cozidos; o Bacalhau ao Forno com Batatas ao Murro; e o Bacalhau do Chef: dourado no azeite, o prato acompanha batatas ao murro, cebolas assadas e ovo cozido.

Outras opções do mar são o Arroz do Lis: um arroz de polvo e camarão; o Polvo à Tasquinha, cozido no azeite com cebola e batata ao murro; e a Caldeirada de Peixe e Frutos do Mar. Como opção de massa, a casa serve Frutos do Mar com Massa Fresca.

Entre as carnes, estão a Costeleta de Cordeiro com Feijão Branco e Bife à Marrare, com molho de vinho do Porto e batatas rústicas. O saboroso Arroz de Pato também chega à mesa ainda fumegando.

Os petiscos, bocados e sandes – sanduíches portugueses- são uma ótima parceria para acompanhar o cremoso e bem tirado chopp Brahma. Casquinha de bacalhau, Polvo à lagareira cozido e assado no azeite, Sardinhas Portuguesas, Alheira, Bolinho de bacalhau, Prego Salada e as Barcas, preparadas no pão francês recheado com linguiça da casa e queijo do reino, são algumas das delícias encontradas no extenso cardápio.

As casa também serve as tradicionais sobremesas portuguesas como o Pastel de Nata, Pastel de Santa Clara e a Rabanada servida com sorvete de creme.

O bar possui dois sommeliers à disposição dos clientes e uma farta carta de vinhos, com mais de 160 rótulos de predominância portuguesa como o Crasto Superior Tinto 2008, o branco Alvarinho Deu La Deu 2010, o Cartuxa 2008 – Fundação Eugênio de Almeida e o Vinha Grande 2006 Casa Ferreirinha.

Bar Espírito Santo

Avenida Horácio Lafer, 634 – Itaim Bibi - São Paulo    

veja também