Parceria se baseia em empreendimento de sucesso nos EUA e no Canadá

Parceria se baseia em empreendimento de sucesso nos EUA e no Canadá

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 10:17

A PepsiCo e o Grupo Strauss anunciam  compromisso de formar uma "joint venture" que irá produzir e vender molhos e patês frescos nos principais mercados fora da América do Norte. As duas empresas vêm operando por meio de uma joint venture norte-americana bem-sucedida desde 2007 sob a marca Sabra. Na América do Norte, Sabra é a marca número um de húmus e líder na categoria de molhos e patês refrigerados.

A PepsiCo e a Strauss irão ampliar a infraestrutura que já possuem e investir em fábricas, tecnologias e funcionários para estabelecer operações locais em um nível nacional ou regional. Cada parceiro irá deter 50 por cento da nova empresa. Os termos financeiros não foram divulgados.

"Trazer ??opções de snacks mais saudáveis e acessíveis ao consumidor é uma grande oportunidade global, e nós estamos bem posicionados para nos tornarmos líderes neste espaço", disse Jaya Kumar, presidente da Global Nutrition Platforms, PepsiCo Global Nutrition Group.

  Gadi Lesin, presidente e CEO do Grupo Strauss, declarou: "a excelente infraestrutura global da PepsiCo em conjunto com a inovação, o conhecimento e o domínio da Strauss em alimentos frescos resultará em uma empresa internacional, cujos produtos satisfazem as necessidades diárias dos consumidores em vários países, ajudando ainda a promover sua qualidade de vida."

Representando cerca de 50 % da categoria no mercado da América do Norte, os produtos Sabra incluem húmus, molhos frescos e molhos de berinjela. A receita de 2010 da Sabra totalizou $ 159 milhões, 45% a mais do que no ano anterior.

A nova joint venture dará continuidade aos esforços da PepsiCo e da Strauss para promover saúde e bem-estar em toda sua carteira de produtos. Em outubro de 2010, a PepsiCo formou seu Grupo de Nutrição Global para acelerar o desenvolvimento de produtos nas áreas de frutas e verduras, grãos integrais, laticínios e nutrição funcional. A PepsiCo tem a meta de triplicar seu faturamento anual de alimentos nutritivos e funcionais de aproximadamente $ 10 bilhões em 2010 para $ 30 bilhões em 2020.  

veja também