Pizza em cone é a mais nova opção do mercado de franquias

Pizza em cone é a mais nova opção do mercado de franquias

Atualizado: Quarta-feira, 2 Abril de 2008 as 12

Interessados em montar um negócio próprio no ramo de alimentação contam com uma nova opção: a Cônicos - Pizza em Cone.

Fundada em 2006 por um grupo de seis empreendedores, a empresa pretende disseminar no Brasil a pizza em formato de cone, que é a principal inovação do mercado mundial de comida rápida.

Parte da expansão será feita por meio de franquias. Até o final de 2008 a rede estará presente em Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, cidade escolhida para abrigar as duas primeiras lojas, uma no Shopping Interlagos e outra no Shopping Aricanduva. Em 2009 começará o processo de crescimento para as regiões Centro-Oeste e Nordeste e demais estados da região Sul.

O investimento estimado para a abertura de uma loja é de R$ 130 mil e o faturamento médio anual é de R$ 650 mil.

A Cônicos possui uma unidade industrial na capital paulista com capacidade para abastecer continuamente até 100 lojas, produzindo uma base de 600.000 cones por mês e contando atualmente com 22 opções de sabores.

"O consumidor brasileiro é sedento por inovações. Quando analisamos o mercado de fast-food percebemos que a última novidade em termos de produto surgiu há mais dez anos", afirma o sócio e diretor da área comercial, Davi Moreno.

De acordo com o sócio e diretor de relações mercadológicas, Luiz Antonio Bonagura, o projeto Cônicos está sendo desenvolvido há quase três anos e contou com o apoio de renomadas consultorias, como o Grupo Cherto (estruturação do modelo de franquias). "Durante um ano operamos um projeto piloto com o intuito de validar a aceitação do produto e implementar os ajustes necessários. Agora, estamos prontos para começar a expansão", conta o executivo, que acumula a função de diretor do departamento de economia da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Em número de redes, o setor de alimentação é o mais numeroso do franchising brasileiro e também o que apresenta a maior média de faturamento anual (R$ 1,5 milhões), segundo dados apurados pelo Grupo Cherto.

veja também