Previna-se contra a síndrome do restaurante chinês

Previna-se contra a síndrome do restaurante chinês

Atualizado: Quinta-feira, 22 Janeiro de 2009 as 12

A cultura oriental está se popularizando cada vez mais no Brasil e sua culinária traz pratos cheios de temperos deliciosos, porém é preciso tomar cuidado com certas substâncias usadas para realçar o sabor dos alimentos, pois muitos trazem malefícios a nossa saúde.

É a cada vez mais comum encontrarmos vítimas da "síndrome do restaurante chinês", como são conhecidos os efeitos causados pelo maior vilão entre estas substâncias: o glutamato monossódico. Se você já sentiu dores de cabeça, queimação pelo corpo, coceira facial, transpiração em excesso, câimbra abdominal e tonteiras após a ingestão de uma comida típica do Oriente, fique alerta, pois provavelmente deve ter uma hipersensibilidade a este reagente.

Conhecido também por MSG (mono-sodic glutamat), ele é muito utilizado como potencializador de alimentos processados e pode ser facilmente encontrado em casa, pois além da culinária oriental, também é muito utilizado na indústria alimentícia em geral, principalmente em pratos prontos e nos temperos preparados do tipo "caldo", tanto em pó como em cubinhos.

Algumas pessoas simplesmente não metabolizam bem o MSG, que fica em excesso na circulação sanguínea, produzindo reação química que leva à dor de cabeça e aos outros sintomas citados anteriormente. Apesar de não causar danos graves, gera desconforto e grande sensação de mal-estar, que pode durar alguns dias enquanto não é expelido do organismo.

A substância já foi banida dos alimentos nos Estados Unidos por falta de estudos aprofundados e, por enquanto, é liberado aqui no Brasil sem restrições. Para evitá-la, a única maneira é sempre ler os rótulos para verificar se não há adição do mesmo, protegendo assim, a nossa saúde e a de nossa família.

*Dra. Sylvana Braga (www.sylvanabraga.com.br) é autora desse atigo, médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra com clínica em São Paulo.

veja também