Saiba como enfrentar as ceias de fim de ano sem comprometer a dieta

Saiba como enfrentar as ceias de fim de ano sem comprometer a dieta

Atualizado: Segunda-feira, 20 Dezembro de 2010 as 11:39

Fim do ano se aproxima, e você já não sabe o que fazer para conseguir manter a dieta com tanta tentação que fará parte das ceias de Natal e de Réveillon. Isso sem falar nos brindes com champanhe que não podem faltar nas comemorações - mas que também rendem calorias extras.

Acalme-se. Segundo Priscilla Cukier, endocrinologista do Hospital Santa Catarina e do HC da Universidade de São Paulo, com alguns cuidados simples dá para aproveitar o clima de festa sem ficar com peso na consciência por ter saído da linha.

- A primeira coisa é entender que não é preciso continuar comendo os pratos servidos nessas ocasiões, caso os convidados não deem conta de comer tudo no banquete. Nada de levar as sobras para casa nem de ficar fazendo estoque de panetone. Quando a comida está à mostra, a chance de conseguir resistir a ela é bem menor.

Embora muita gente resolva ficar praticamente de jejum nos dias em que vão ser servidos os jantares suntuosos, só para poderem cair de boca durante a noite, essa prática não é nada recomendável.

- Vai dar mais errado se você ficar sem comer o dia todo e resolver descontar à noite. Faça um almoço um pouco mais leve e evitar comer besteira durante o dia. Nunca chegue de barriga vazia a uma festa.

Investir em uma sopa leve ou um prato de salada antes de sair de casa, afirma a médica, ajuda a conter exageros na comilança noturna. Com isso, fica mais fácil resistir aos aperitivos que, muitas vezes, são mais calóricos do que os pratos principais.

Já na hora do banquete, vale a pena ficar atento à forma como as receitas foram preparadas, ensina a endocrinologista. Molhos muito densos e cremosos, em geral, significam mais calorias. O mesmo vale para sobremesas. Evite as que levam chatilly e creme de leite.

- Essas sobremesas levam mais tempo para serem digeridas pelo organismo. Isso significa que o depósito de gordura no corpo será maior. Doces à base de fruta são sempre os mais indicados, mas castanhas também são boas opções para a saúde e dão sensação de saciedade.

Segundo a médica, vale a pena ainda escolher atentamente a parte e o tipo de carne a ser provada para diminuir a quantidade de calorias consumida.

- O peito do peru é menos gorduroso do que a coxa. E ambos menos do que a vitela, o porco e o carneiro. As partes brancas são realmente mais indicadas para quem quer ficar na linha. Mas o modo de preparo é o detalhe mais importante. Um grelhado ou um assado são muito melhores do que uma carne com molho ou com muita manteiga.

Lembre-se de que gordura (do tipo trans) é sempre pior do que carboidrato. Para completar, bebidas alcoolicas devem ser evitadas ao máximo, já que, além de bastante calóricas, desidratam. Limite-se ao golinho do brinde, sugere Priscilla.

- Muita gente se controla e come pouco, mas 'chuta o balde' na hora da bebida, esquecendo que engordam. É preciso se lembrar de que o primeiro gole tem o mesmo sabor do segundo.

A mesma dica vale para o que se come. Coloque pequenas porções de comida no prato e saboreie o que estiver comendo.

veja também