Sandubão oriental

Sandubão oriental

Atualizado: Quinta-feira, 1 Abril de 2010 as 12

Considerado uma espécie de sushi gigante envolvido por uma alga, o Temaki - que significa enrolado a mão - surge em diversas versões. Saudável, prático e cheio de sabor, os cones são preparados tradicionalmente à base de alga, arroz e peixe, basicamente os mesmos ingredientes do sushi e base de demais pratos da culinária oriental.

Antigamente, o temaki era mero coadjuvante no cenário da culinária japonesa. Ele foi criado no Japão para reaproveitar os alimentos que sobravam do preparo de sushis, sashimis e filés de peixes. Era utilizada, por exemplo, a carne mais próxima no dorso do salmão. Também eram menores, servidos como entradas, conceito que hoje foi modificado. Para fazê-lo, não é necessária a esteira utilizada para o preparo do sushi. Um temaki típico tem por volta de dez centímetros de comprimento. Como outros pratos da culinária japonesa, o alimento é leve e combina com o verão.

O modelo importado de Tóquio virou mania em outros grandes centros urbanos como Nova Iorque e Londres. Aqui no Brasil, virou sensação entre os apreciadores da cozinha do oriente.

Por ser uma iguaria de rápido preparo, formato geométrico e que possibilita o consumo até mesmo em pé, tornou-se muito popular nas principais capitais brasileiras. De olho neste boom, empresários trouxeram do exterior um novo modelo de restaurantes que atendem o público admirador desta iguaria, dando origem às temakerias.

Responsável por abrir a primeira temakeria no Rio de Janeiro, Michel Jager, proprietário da lanchonete Koni Store - com unidades espalhadas por todo o Brasil -, percebeu que todos os restaurantes japoneses traziam a formalidade peculiar da terra do sol nascente. Resolveu inovar, aliando o famoso jeitinho brasileiro ao cardápio nipônico. "No Rio de Janeiro, o consumo era muito casual. Quando montamos o negócio, pensamos em fazê-lo (temaki) num tamanho razoável, com ingredientes que o deixassem com cara de tropicalizado" explica.

As receitas mais tradicionais de temaki incluíam apenas uma mistura de arroz, vinagre de arroz, açúcar e combu (alga) e o peixe, geralmente atum ou salmão, picado com cebolinha. Como não podia deixar de ser, a iguaria foi abrasileirada e é possível encontrar temakis dos mais diversos sabores, criados para agradar o paladar dos clientes. Algumas criações mais ousadas ganharam um toque especial com manga, cream cheese, tomate seco, queijo coalho e maionese. Ainda mais destoantes do modelo original, os cones doces podem ser encontrados recheados com banana, morango, chantilly, leite condensado e chocolate.

Dica: Assim como os sushis tradicionais, os temakis devem ser consumidos prontamente, para manter a alga crocante.

Confira o roteiro que o Guia da Semana elaborou para você saborear essa maravilha do oriente!

São Paulo

Ícone Temakeria

Apresenta diversos recheios, como enguia e tilápia, que também podem ser apreciados na versão míni. Para aqueles que não são fãs de temaki, criou o cone enrolado em pão de folha. Dividido em três ambientes - varanda, lounge e salão interno - a temakeria já virou point para matar a fome depois da balada.

No cardápio, mais de 25 opções de temakis com cones doces ou salgados e ainda receitas exclusivas para agradar os vegetarianos e os que não gostam da alga, com temakis enrolados no pão folha.

Yoi Rolls

Pioneiro do conceito temakerias, o restaurante oferece para o cliente a opção de montar o temaki com até três ingredientes de sua escolha. No menu, deliciosas combinações como o Temaki Yoi, de salmão batido com maionese, gengibre, kani e ovas de tobiko, além de outras opções da culinária nipônica, como uramakis e hossomakis, porções de shimeji e shitaki e opções de saladas, como a Califórnia de folhas variadas, pepino e manga. Além dos cones, a casa oferece saladas e sobremesas, como os picolés coreanos Melona.

Temakeria & Cia

Considerado como uma das casas do gênero mais movimentadas da cidade, o destaque são os 15 sabores do cone japonês disponíveis em dois tamanhos: 80g e 150g de recheio. A pedida é o de salmão com camarão empanado e molho tarê. No cardápio, outros pratos de comida japonesa, como hot rolls, sushis e sashimis.

Os ambientes são divididos em mesas no primeiro salão, ideal para casais ou turma de amigos; em salas reservadas, boas para reuniões de trabalho ou entre amigos e, os fundos, com um quintal com mesas ao ar livre boas para acolher turmas grandes.

Rio de Janeiro

Koni Store

Com 11 unidades espalhadas pelo Rio de Janeiro, o restaurante japonês Koni Store conta com um cardápio de mais de 25 opções (entre doces e salgados) do enrolado à base de alga, arroz e peixes variados que dá nome ao estabelecimento.

Um exemplo de como a iguaria pode ser pedida pela clientela é a versão Koni Poke, feita com cebolinha empanada, cream cheese e salmão. Para acompanhar as refeições, as lojas da rede disponibilizam bebidas como a soda soft japonesa e sakê em lata.

Temaki House

O empresário Marcelo Mutuano trouxe para comandar a cozinha o experiente sushiman Netto, pioneiro no sistema de temakis na cidade. No cardápio, sabores como polvo simples, o mix fish crunch, com salmão, atum, peixe branco, cebolinha, gergelim com flocos de arroz, enguia defumada, salmão com ikura. Para a sobremesa, boas sugestões são a banana caramelada com sorvete, o brownie com sorvete e salada de frutas da estação.

Curitiba

Triumvirat

Oferecendo mais de 30 opções de temakis, o Triumvirat é um restaurante estilo fast-food. Sabores como atum coberto com chips de alho poró e salmão com maionese japonesa são alguns dos exemplos. A casa permite que os clientes montem seus próprios temakis e as melhores combinações serão inclusas no cardápio. Os pratos custam a partir de R$ 7,90 e também contemplam a versão doce da iguaria nipônica, como morgando com nutella.

Porto Alegre

Tmaki

É uma casa especializada em cones, sem esquecer a tradicional comida japonesa. Tem um conceito, onde o cliente entra, compra, come por ali ou sai andando. O formato geométrico oferece variados recheios. São 25 sabores diferentes, entre eles o temaki hot filadélfia, destaca-se.

Belém

HAI!

Uma das temakerias mais conhecidas do Pará, oferece cerca de 20 tipos diferentes da iguaria. O carro-chefe da casa é o Kanisutra que leva caranguejo prensado, cream cheese e biscoitinho têmpura. Outra pedida é o koi, uma combinação que envolve anchova defumada, kani, cream cheese e gergelim.

Salvador

Temaki Box

Inaugurada em abril de 2007, a casa de fast food japonês Temaki Box, especializada em temakis, tem como diferencial explorar o conceito de refeição rápida e a sofisticação descolada da cultura nipônica moderna. Entre as novidades estão um temaki doce quente, com massa de hot roll, recheio Romeu e Julieta e sorvete; e a exclusividade em oferecer Melona, picolé asiático de melão que virou febre em São Paulo.

O cardápio, no divertido formato de cubo, explora desde os famosos sabores tradicionais até recheios inusitados, como o Rubras (salmão, camarão, cebolinha, flocos de arroz e geléia de pimenta) e Shake Couve (salmão, cebolinha e cream cheese, envoltos em massa crocante, acompanhados de couve frita, levemente adocicado).

Brasília

Sushi Brasil - Temakeria

Localizado no Casa Park, o local comandado pelo empresário Ricardo Cavalcante oferece 35 opções dessa iguaria da culinária oriental. Entre os sabores enrolados estão salmão, atum, peixes brancos e kani. O menu de temakis está dividido em quatro sessões: tradicional, especial, diferente e apimentado.

Para quem gosta de dar aquele toque pessoal há, ainda, o Monte seu Temaki, com ingredientes a livre escolha. Outras opções são os Temaki Sobremesa, nos sabores Morango com Chocolate, Doce de Leite com Cream Cheese, Banana com Canela e Romeu e Julieta. Todos vêm em casquinhas de sorvete.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também