Sucesso não só no Japão, a comida japonesa está entre as mais consumidas no Brasil

Mentiras e verdades sobre comida japonesa

Atualizado: Quarta-feira, 30 Janeiro de 2013 as 1:20

A culinária japonesa caiu no gosto popular nos últimos tempos. Pratos como salmão grelhado, sashimi e sushi são os mais pedidos por uma rodada de amigos ou indivídualmente. Mas há quem critique mesmo sem
experimentar alguns pratos. Atualmente, a comida japonesa domina o mercado de rodízios e restaurantes das grandes cidades.

Para quem pretende experimentar e conhecer mais sobre a culinária japonesa, conheça os mitos e verdades.

Consumir a vontade (Mito)

Como todo alimento consumido em excesso pode ganhar peso. A base de produtos é natural e em sua maioria se utilizam de peixes, mesmo assim deve-se tomar cuidado com a quantidade ingerida, uma vez que alguns pratos, como o sushi, podem ser bem calóricos.

Ajuda a combater o envelhecimento (Verdade)

Consumir adequadamente, os níveis de omega 3 aumentam no organismo e estão presentes na carne dos peixes do cardápio japonês. A substância auxilia na diminuição dos níveis de triglicerídeos e colesterol ruim LDL, enquanto aumentam os níveis do colesterol positivo o HDL, além de atuar no combate a alergias e processos inflamatórios.

Satisfação (Verdade)

As porções pequenas estimulam a mastigação e o consumo de forma mais calma, esse tempo de mastigação induz o cérebro a emitir sensação de saciedade antes do estômago estar completamente cheio.

Gestantes não podem comer comida japonesa (Mito)

O que seria das mulheres japonesas se tal falácia fosse verdade. O que acontece é que carnes cruas que apresentam má conservação em uma de suas etapas de processamento podem conter toxoplasma gondii, muito presente em carnes vermelhas mas até atual pesquisa não encontrado em carnes de peixes. Outro vilão que da fama a este mito é metilmercurio encontrado em alguns peixes, no entanto as espécies que o possuem não são amplamente utilizadas na culinária e o seu consumo esporádico não apresenta risco a saúde do bebe nem da gestante.

A pimenta wasabi ajuda na digestão (Verdade)

Além de ser uma ótima e indispensável combinação com peixes crus, a raiz forte (wasabi) ajuda no processo digestivo e é altamente bactericida. Ele é rico em potássio, cálcio, magnésio e fósforo, assim como óleos voláteis, como o óleo de mostarda e, por isso, oferece benefícios à saúde por apresentarem propriedades antibióticas.

Comer somente sushi e sashimi faz bem a saúde (Mito)

Ingerir diariamente sushi e sashimi traz riscos a saúde, já que são pobres em teor de ferro. O ideal é manter a alimentação equilibrada e somente se for recomendado incluir o sushi pela nutricionista.

Sushi e temaki são ricos em cálcio (Verdade)

Algo que envolve os sushi e sashimi, são ricas em cálcio, algumas ainda contam com uma dose de proteína e ferro.

Shoyu aumenta a pressão arterial (Mito)

Muitas pessoas costumam acrescentar o molho shoyu em receitas que já possuiem adição de sal de cozinha, o que está errado. Mas ele é feito a base de soja e rica em nutrientes. Procure dispensar o sal às vezes e
utilize o molho shoyu como opção.

Excessos podem causar ou acentuar diabetes (Verdade)
 
Há indícios que comprovam que o excesso de açúcar presente nos alimentos japoneses aliado ao uso constante do arroz pode contribuir para o aparecimento do diabetes. No entanto não se preocupe o consumo correto e em quantidades adequadas reduzem brutalmente esse risco.

Comida japonesa é sempre fria (Mito)
 
Muitos pratos japoneses são extremamente quentes é o caso do missoshiru, Udon entre outros, o que acontece é que por causa do clima brasileiro os pratos gelados ou com temperaturas mais amenas tiveram mais aceitação.

Toda comida japonesa é crua (Mito)
 
Muitos pratos desta culinária são cozidos ou fritos são os casos dos harumaki, yakissoba e até mesmo dos peixes grelhados que são muito apreciados e consumidos.

Restaurantes japoneses são todos muito caros (Mito)
 
Não podemos comparar o preço de um prato comercial com o prato de um restaurante japonês, mas quando o quesito é rodízio o valor cobrado em um restaurante japonês é equivalente a muitos rodízios como por exemplo os de carnes, claro que em restaurantes mais especializados o valor poder ser exorbitante, mas basta uma pequena pesquisa para descobrir bons restaurantes que são bem em conta.

Benefícios da culinária japonesa são sentido apenas por mulheres (Mito)
 
É verdade que os nutrientes e a isoflavonas existentes nos pratos japoneses são muito benéficos para as mulheres, no entanto outros nutrientes atuam também no organismo masculino e representam um ganho em potencial para a saúde.

 

Com informações de: Yahoo

veja também