Usando a energia solar para cozinhar

Usando a energia solar para cozinhar

Atualizado: Segunda-feira, 15 Agosto de 2011 as 8:51

A gastronomia no verão europeu ficou um pouco mais interessante e sustentável. Um novo conceito em restaurante está percorrendo cidades do velho mundo em busca de dias ensolarados, já que a energia solar é a base da energia usada na cozinha do estabelecimento.

O Lapin Kulta Solar Kitchen foi inaugurado durante a Semana de Design de Milão, em abril, idealizado pelo chef Antto Melasniemi e pelo designer Martí Guixé , patrocinado pela cerveja finlandesa Lapin Kulta. A intenção foi de propor um novo conceito em culinária, sustentável e inovador não só por utilizar energia limpa, mas também por contar com o caráter imprevisível do clima como base para seu cardápio.

Em dias nublados ou de chuva são servidas refeições que consomem menos energia para serem preparadas. Churrasco solar, por exemplo, só com céu limpo e sol forte! "Uma nuvem pode mudar por completo o rumo de um almoço de negócios", diz o site do restaurante.

  E a experiência de comer um alimento preparado na luz do sol pode ir além da sustentabilidade. Outro atrativo do Lapin Kulta está na experiência gastronômica: alimentos feitos com o calor irradiado pelo sol ganham textura e sabor únicos. As refeições são cozidas e aquecidas em um prato que recebe o calor captado por grandes painéis solares em formato que lembra uma antena parabólica de TV.   Quem tiver curiosidade em saber como tudo funciona pode inclusive acompanhar a montagem das filiais temporárias, bem como o preparo dos pratos. A novidade está visitando novos destinos, enquanto houver sol durante o verão europeu, tendo Estocolmo e Helsinki no itinerário.

veja também