A cor de cabelo ideal para cada tom de pele

A cor de cabelo ideal para cada tom de pele

Atualizado: Quarta-feira, 30 Janeiro de 2008 as 12

Escolher a cor do cabelo parece uma questão simples de gosto e moda, mas não é bem assim.  Nem sempre a pele comporta todos os tipos de cores nos fios. Para não errar, o Visagismo ensina a analisar a cor da pele e a imagem que se quer transmitir para só depois fazer a mudança nas madeixas.

O principal a descobrir é se a sua pele é quente ou fria. A partir disso, basta escolher a tintura correspondente. Não é difícil fazer a análise. "Em um ambiente com luz natural ou neutra, se compara a pele com as cores pêssego, tijolo, rosa e fúcsia", explica o artista plástico e autor do livro Visagismo (editora Senac), Philip Hallawel, durante o Creative Color, em São Paulo.

Se a pele se acende e combina melhor com pêssego, é considerada quente. Ela tem um fundo dourado e recebe o nome específico de primavera. Já as peles que combinam com a cor tijolo, também são quentes, mas têm um fundo esverdeado e recebem o nome de outono. A classificação das peles frias começa com a verão, que cai bem com o rosa e tem fundo azulado. Por último, as peles inverno, que também são frias e caem bem com o fúcsia e roxo.

As peles primavera se acendem com os cabelos em tons de dourado. Já a outono, com as cores de fundo avermelhado. As peles verão ficam bem com os loiros platinados, cinzas e até o vermelho cereja. Quem tem a pele inverno se destaca com cores como o violino, chocolate, mate, café e preto.

As regrinhas acima não são rígidas e servem para destacar a pele e trazer harmonia ao visual. Quem prefere criar um visual autêntico ou provocar reações, escolhe o contraste. "Os amarelos são cores sangüíneas, que trazem energia e luminosidade. Elas agitam a pessoa", diz Philip.

Os vermelhos trazem emoção ao semblante. Já as cores frias, como o preto, dão ares de concentração e disciplina a quem opta por elas. "A cor do cabelo equilibra ou exagera um lado da pessoa. Para escolher, basta trabalhar as necessidades e elementos em conjunto", finaliza.

veja também