A escolha da escova de cabelo

A escolha da escova de cabelo

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 12:09

De metal, de madeira ou de plástico? Grande ou pequena? Redonda ou oval? Na hora de escolher uma escova de cabelos é normal ficar perdida diante de tantas formas, diâmetros e cerdas diferentes.

Quem acha que qualquer uma serve, já que a função da escova é simplesmente pentear os cabelos, está muito enganada. A verdade é que cada escova tem uma finalidade e escolher a certa contribui tanto para a saúde dos fios, quanto para o bom resultado do penteado proposto.

O grande desafio é entender para que serve cada uma, para então escolher a que melhor se encaixa nos seus objetivos. Segundo o cabeleireiro Marcos Cassolari, a escolha da escova deve levar em conta a espessura do cabelo e a finalidade de uso, que pode ser alisar, desembaraçar, escovar, massagear o couro cabeludo ou simplesmente pentear.

Confira agora as dicas do especialista e escolha a melhor escova para você.

Cabelos enrolados ou crespos

Não há muito segredo na escolha da escova para cabelos enrolados ou crespos. A regra básica é: quanto mais grosso o fio, maior deve ser o espaçamento entre as cerdas, principalmente se a intenção é pentear os cabelos molhados, para deixá-los naturais.

Um pente de madeira também é uma ótima opção para cabelos muito enrolados ou crespos. Use-o para desembaraçar os fios durante o banho, começando sempre pelas pontas, para não piorar os nós.

Já se você pretende escovar os cabelos com secador, com a intenção de deixá-los lisos, escolha uma escova redonda e com diâmetro grande. Neste caso, a escova deve ter cerdas mais unidas e firmes, de nylon ou mistas (nylon e naturais).

Para secar com secador e difusor, com a intenção de deixá-los cacheados, primeiro use uma escova ou pente com dentes bem espaçados e seque os fios. Depois de secos, use apenas os dedos para ajeitar os cachos.

Cabelos curtos e com muito volume pedem uma escova de tamanho médio, com cerdas mistas. Para alisar e diminuir o volume, seque-os com secador, escovando sempre no sentido do crescimento dos fios.

Cabelos lisos

Aqui a escolha depende da grossura do fio. Se os seus forem muito finos, prefira uma escova com cerdas retas, naturais e bem unidas, que desembaraçam e penteiam sem agredir os fios e o couro cabeludo. Já para fios mais grossos, as escovas podem ter cerdas mais firmes e separadas.

Para escovar os cabelos quando eles já estiverem secos, uma boa opção são as escovas com cerdas de madeira, que não deixam os fios elétricos.

Se você quer deixar seus cabelos mais volumosos, o ideal é secar os fios com secador e uma escova redonda grande com cerdas mistas e bem juntas. Escove junto à raiz e em movimentos contrários ao crescimento dos fios.

Para desembaraçar cabelos lisos enquanto eles estão molhados, existe uma escovinha de plástico que encaixa na mão, que desembaraça os fios sem agredi-los demais. Ela é muito utilizada em salões para desembaraçar enquanto máscaras hidratantes agem nos cabelos. Mas lembre-se de que os fios molhados são mais sensíveis e comece a escovar sempre pelas pontas dos fios.

Cabelos danificados

Estes cabelos, por terem sofrido agressões e estarem com sua estrutura danificada, exigem mais cuidados na hora de escovar. Prefira escovas com cerdas naturais, como as de javali, que escovam com suavidade.

Outra boa opção é escovar os cabelos com um pente de dentes largos e separados, durante o banho, sempre começando a escovação pelas pontas dos fios.

Tipos de cerdas

- De javali: têm grande durabilidade e são de fácil conservação. Podem ser usadas em qualquer tipo de cabelo, com a finalidade dependendo do formato da escova.  

- De metal: têm grande durabilidade e são indicadas para desembaraçar os fios, mas devem ser usadas com cuidado porque escovadas mais bruscas podem machucar o couro cabeludo.

- De nylon: são as mais comuns no mercado. Duráveis, se adaptam a qualquer tipo de cabelo e são usadas para diversos fins, dependendo do formato da escova.

- De madeira: são específicas e recomendadas para tirar a eletricidade dos fios. Devem ser usadas no cabelo já seco e desembaraçado e exigem maior conservação.

- Mistas (de javali com nylon): são as mais vendidas porque servem para modelar, pentear e desembaraçar.

E agora uma última dica, para você manter a sua escova nova por muito tempo. “A cada dois meses, pelo menos, lave a sua escova com água morna, quase quente, e um shampoo ou sabonete líquido neutro. As de madeira ou metal devem ser secadas com secador. As outras podem ser deixadas secar ao natural”, ensina o cabeleireiro.

veja também