Abusou do chocolate? Especilaista dá dicas para retomar rotina

Abusou do chocolate? Especilaista dá dicas para retomar rotina

Atualizado: Quinta-feira, 9 Abril de 2009 as 12

Nessa época do ano, o chocolate invade nossas casas. Preto, branco, amargo ou com recheios diversos, o lado comercial da Páscoa incita o consumo do produto. E, após a ingestão de todos os ovos ganhos de presente, é normal acordarmos com a consciência pesada, apenas refletindo a quantidade excessiva que comemos e as calorias que ganhamos.

Não há segredo para se recuperar do consumo excessivo, segundo o endocrinologista do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica/ DASA, Dr. Frederico Marchisotti. "A estratégia mais adequada é ingerir bastante líquido, de preferência água, alimentos saudáveis com moderação como frutas, legumes e verduras e, claro, eliminar os doces por determinado período".

Mas o especialista ressalta que mesmo adotando as medidas pós-Páscoa, há vários malefícios no consumo exagerado de chocolate que devem ser considerados como o ganho de peso, diarréia, outros desconfortos intestinais, desequilíbrio nutricional (pela troca de alimentos ricos em vitaminas e sais minerais pelo chocolate) e problemas cardiovasculares pelo excesso de gorduras.

"O ideal é que se coma até no máximo 30g por dia, pois mais do que isso pode ser prejudicial", afirma. Além disso, o Dr. Frederico revela alguns mitos em torno do chocolate. "É importante acrescentar que os chocolates dietéticos não possuem menos calorias. Essa especificação do produto contém apenas menos açúcar e em determinadas fórmulas pode disponibilizar ainda mais valores calóricos que a versão comum", acrescenta o especialista.

Segundo o endocrinologista, vale alertarmos também que o chocolate preto e branco tem quantidades de calorias praticamente similares apesar da diversidade na composição. "Os modelos pretos contêm pasta de cacau e açúcar e os branco possuem manteiga de cacau, leite e açúcar", conclui Dr. Frederico.

veja também