Acabe com as varizes para mostrar as pernas no verão

Acabe com as varizes para mostrar as pernas no verão

Atualizado: Segunda-feira, 11 Outubro de 2010 as 10:09

Dê um fim nas veias indesejáveis e abuse da saia e do short na próxima estação do calor

Nos meses de calor muitas mulheres têm um incômodo tão grande que eliminam as saias, shorts e até mesmo os biquínis do seu figurino de verão! Nessa época, as varizes se revelam grandes vilãs da saúde e da beleza.

De acordo com Guilherme Pitta, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, qualquer pessoa pode ter varizes, mas elas aparecem três vezes mais em mulheres. "Elas têm uma variação hormonal maior e retêm mais líquido que os homens. E a gravidez pode ser um agravante", diz. A boa notícia é que há tratamento para acabar com as danadas.

Quem sofre com varizes deve ir ao médico vascular, que indicará o melhor tratamento para cada caso. Nas menores veias, que são avermelhadas, o ideal é fazer uma aplicação direta com substâncias químicas ou com laser, que secam as veias. O preço médio da sessão de injeções varia de R$ 40 a R$ 200.

As sessões de laser custam a partir de R$ 300, mas são mais eficazes. "Nos piores casos, em veias maiores e verdes, o melhor é operar", recomenda Guilherme. A cirurgia varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, mas pode ser feita de graça pelo SUS.

Os fatores que podem complicar as varizes são a obesidade, o uso de anticoncepcional, as terapias de reposição hormonal, a falta de exercícios físicos e o fato de ficar muito tempo sentanda.

Mas é possível reverter o quadro de varizes fazendo caminhadas frequentes, ou pelo menos movimentando as pernas a cada 30 minutos em uma mesma posição. Aproveite as novidades do mercado e use cremes e meias específicas de tratamento.

Os cirurgiões vasculares Kasuo Miyake, de São Paulo, e Marcelo Araújo, de Maceió, tiram mais dúvidas sobre o assunto. Confira:

Por que as varizes aparecem?

A doença é hereditária, ou seja, se várias pessoas na sua família têm, o risco de você desenvolvê-la é maior. Mas existem alguns fatores que podem acelerar o aparecimento das varizes ou piorar os sintomas. A gravidez é um deles, pois eleva tanto a quantidade de hormônios que influenciam na dilatação das veias quanto o peso, que leva ao aumento da pressão abdominal e dificulta a subida do sangue. Pelas mesmas razões, obesidade e pílula anticoncepcional podem desencadear o problema em quem tem predisposição.

Usar salto alto dá varizes?

Indiretamente, sim. O uso prolongado leva ao encurtamento da musculatura da panturrilha, que exerce pressão sobre as veias do sistema venoso profundo, por onde passam até 90% do sangue que retorna para o coração. Se você não dispensa o salto, procure alongar a panturrilha diariamente, a fim de manter os músculos condicionados e capazes de bombear o sangue.

Qual é o melhor tratamento?

Depende do calibre e da quantidade de veias doentes. A escleroterapia (injeção de substâncias químicas dentro do vaso para secá-lo) costuma ser usada em vasos estreitos, mas alguns médicos são contra, pois há risco de o líquido ou a espuma caminhar pelo corpo. O laser funciona tanto para vasinhos como para varizes com a vantagem de ter recuperação mais rápida. Ele atravessa a pele, queima e seca a veia. Mas, como o problema é genético, os tratamentos não impedem que novas varizes surjam.

Dê um fim nas veias indesejáveis e abuse da saia e do short na próxima estação do calor

Nos meses de calor muitas mulheres têm um incômodo tão grande que eliminam as saias, shorts e até mesmo os biquínis do seu figurino de verão! Nessa época, as varizes se revelam grandes vilãs da saúde e da beleza.

De acordo com Guilherme Pitta, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, qualquer pessoa pode ter varizes, mas elas aparecem três vezes mais em mulheres. "Elas têm uma variação hormonal maior e retêm mais líquido que os homens. E a gravidez pode ser um agravante", diz. A boa notícia é que há tratamento para acabar com as danadas.

Quem sofre com varizes deve ir ao médico vascular, que indicará o melhor tratamento para cada caso. Nas menores veias, que são avermelhadas, o ideal é fazer uma aplicação direta com substâncias químicas ou com laser, que secam as veias. O preço médio da sessão de injeções varia de R$ 40 a R$ 200.

As sessões de laser custam a partir de R$ 300, mas são mais eficazes. "Nos piores casos, em veias maiores e verdes, o melhor é operar", recomenda Guilherme. A cirurgia varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, mas pode ser feita de graça pelo SUS.

Os fatores que podem complicar as varizes são a obesidade, o uso de anticoncepcional, as terapias de reposição hormonal, a falta de exercícios físicos e o fato de ficar muito tempo sentanda.

Mas é possível reverter o quadro de varizes fazendo caminhadas frequentes, ou pelo menos movimentando as pernas a cada 30 minutos em uma mesma posição. Aproveite as novidades do mercado e use cremes e meias específicas de tratamento.

Os cirurgiões vasculares Kasuo Miyake, de São Paulo, e Marcelo Araújo, de Maceió, tiram mais dúvidas sobre o assunto. Confira:

Por que as varizes aparecem?

A doença é hereditária, ou seja, se várias pessoas na sua família têm, o risco de você desenvolvê-la é maior. Mas existem alguns fatores que podem acelerar o aparecimento das varizes ou piorar os sintomas. A gravidez é um deles, pois eleva tanto a quantidade de hormônios que influenciam na dilatação das veias quanto o peso, que leva ao aumento da pressão abdominal e dificulta a subida do sangue. Pelas mesmas razões, obesidade e pílula anticoncepcional podem desencadear o problema em quem tem predisposição.

Usar salto alto dá varizes?

Indiretamente, sim. O uso prolongado leva ao encurtamento da musculatura da panturrilha, que exerce pressão sobre as veias do sistema venoso profundo, por onde passam até 90% do sangue que retorna para o coração. Se você não dispensa o salto, procure alongar a panturrilha diariamente, a fim de manter os músculos condicionados e capazes de bombear o sangue.

Qual é o melhor tratamento?

Depende do calibre e da quantidade de veias doentes. A escleroterapia (injeção de substâncias químicas dentro do vaso para secá-lo) costuma ser usada em vasos estreitos, mas alguns médicos são contra, pois há risco de o líquido ou a espuma caminhar pelo corpo. O laser funciona tanto para vasinhos como para varizes com a vantagem de ter recuperação mais rápida. Ele atravessa a pele, queima e seca a veia. Mas, como o problema é genético, os tratamentos não impedem que novas varizes surjam.

Dê um fim nas veias indesejáveis e abuse da saia e do short na próxima estação do calor

Nos meses de calor muitas mulheres têm um incômodo tão grande que eliminam as saias, shorts e até mesmo os biquínis do seu figurino de verão! Nessa época, as varizes se revelam grandes vilãs da saúde e da beleza.

De acordo com Guilherme Pitta, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, qualquer pessoa pode ter varizes, mas elas aparecem três vezes mais em mulheres. "Elas têm uma variação hormonal maior e retêm mais líquido que os homens. E a gravidez pode ser um agravante", diz. A boa notícia é que há tratamento para acabar com as danadas.

Quem sofre com varizes deve ir ao médico vascular, que indicará o melhor tratamento para cada caso. Nas menores veias, que são avermelhadas, o ideal é fazer uma aplicação direta com substâncias químicas ou com laser, que secam as veias. O preço médio da sessão de injeções varia de R$ 40 a R$ 200.

As sessões de laser custam a partir de R$ 300, mas são mais eficazes. "Nos piores casos, em veias maiores e verdes, o melhor é operar", recomenda Guilherme. A cirurgia varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, mas pode ser feita de graça pelo SUS.

Os fatores que podem complicar as varizes são a obesidade, o uso de anticoncepcional, as terapias de reposição hormonal, a falta de exercícios físicos e o fato de ficar muito tempo sentanda.

Mas é possível reverter o quadro de varizes fazendo caminhadas frequentes, ou pelo menos movimentando as pernas a cada 30 minutos em uma mesma posição. Aproveite as novidades do mercado e use cremes e meias específicas de tratamento.

Os cirurgiões vasculares Kasuo Miyake, de São Paulo, e Marcelo Araújo, de Maceió, tiram mais dúvidas sobre o assunto. Confira:

Por que as varizes aparecem?

A doença é hereditária, ou seja, se várias pessoas na sua família têm, o risco de você desenvolvê-la é maior. Mas existem alguns fatores que podem acelerar o aparecimento das varizes ou piorar os sintomas. A gravidez é um deles, pois eleva tanto a quantidade de hormônios que influenciam na dilatação das veias quanto o peso, que leva ao aumento da pressão abdominal e dificulta a subida do sangue. Pelas mesmas razões, obesidade e pílula anticoncepcional podem desencadear o problema em quem tem predisposição.

Usar salto alto dá varizes?

Indiretamente, sim. O uso prolongado leva ao encurtamento da musculatura da panturrilha, que exerce pressão sobre as veias do sistema venoso profundo, por onde passam até 90% do sangue que retorna para o coração. Se você não dispensa o salto, procure alongar a panturrilha diariamente, a fim de manter os músculos condicionados e capazes de bombear o sangue.

Qual é o melhor tratamento?

Depende do calibre e da quantidade de veias doentes. A escleroterapia (injeção de substâncias químicas dentro do vaso para secá-lo) costuma ser usada em vasos estreitos, mas alguns médicos são contra, pois há risco de o líquido ou a espuma caminhar pelo corpo. O laser funciona tanto para vasinhos como para varizes com a vantagem de ter recuperação mais rápida. Ele atravessa a pele, queima e seca a veia. Mas, como o problema é genético, os tratamentos não impedem que novas varizes surjam.

Dê um fim nas veias indesejáveis e abuse da saia e do short na próxima estação do calor

Nos meses de calor muitas mulheres têm um incômodo tão grande que eliminam as saias, shorts e até mesmo os biquínis do seu figurino de verão! Nessa época, as varizes se revelam grandes vilãs da saúde e da beleza.

De acordo com Guilherme Pitta, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, qualquer pessoa pode ter varizes, mas elas aparecem três vezes mais em mulheres. "Elas têm uma variação hormonal maior e retêm mais líquido que os homens. E a gravidez pode ser um agravante", diz. A boa notícia é que há tratamento para acabar com as danadas.

Quem sofre com varizes deve ir ao médico vascular, que indicará o melhor tratamento para cada caso. Nas menores veias, que são avermelhadas, o ideal é fazer uma aplicação direta com substâncias químicas ou com laser, que secam as veias. O preço médio da sessão de injeções varia de R$ 40 a R$ 200.

As sessões de laser custam a partir de R$ 300, mas são mais eficazes. "Nos piores casos, em veias maiores e verdes, o melhor é operar", recomenda Guilherme. A cirurgia varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, mas pode ser feita de graça pelo SUS.

Os fatores que podem complicar as varizes são a obesidade, o uso de anticoncepcional, as terapias de reposição hormonal, a falta de exercícios físicos e o fato de ficar muito tempo sentanda.

Mas é possível reverter o quadro de varizes fazendo caminhadas frequentes, ou pelo menos movimentando as pernas a cada 30 minutos em uma mesma posição. Aproveite as novidades do mercado e use cremes e meias específicas de tratamento.

Os cirurgiões vasculares Kasuo Miyake, de São Paulo, e Marcelo Araújo, de Maceió, tiram mais dúvidas sobre o assunto. Confira:

Por que as varizes aparecem?

A doença é hereditária, ou seja, se várias pessoas na sua família têm, o risco de você desenvolvê-la é maior. Mas existem alguns fatores que podem acelerar o aparecimento das varizes ou piorar os sintomas. A gravidez é um deles, pois eleva tanto a quantidade de hormônios que influenciam na dilatação das veias quanto o peso, que leva ao aumento da pressão abdominal e dificulta a subida do sangue. Pelas mesmas razões, obesidade e pílula anticoncepcional podem desencadear o problema em quem tem predisposição.

Usar salto alto dá varizes?

Indiretamente, sim. O uso prolongado leva ao encurtamento da musculatura da panturrilha, que exerce pressão sobre as veias do sistema venoso profundo, por onde passam até 90% do sangue que retorna para o coração. Se você não dispensa o salto, procure alongar a panturrilha diariamente, a fim de manter os músculos condicionados e capazes de bombear o sangue.

Qual é o melhor tratamento?

Depende do calibre e da quantidade de veias doentes. A escleroterapia (injeção de substâncias químicas dentro do vaso para secá-lo) costuma ser usada em vasos estreitos, mas alguns médicos são contra, pois há risco de o líquido ou a espuma caminhar pelo corpo. O laser funciona tanto para vasinhos como para varizes com a vantagem de ter recuperação mais rápida. Ele atravessa a pele, queima e seca a veia. Mas, como o problema é genético, os tratamentos não impedem que novas varizes surjam.

veja também