Antes de pintar, conheça os tipos de colorações para os seus cabelos

Antes de pintar, conheça os tipos de colorações para os seus cabelos

Atualizado: Quarta-feira, 20 Julho de 2011 as 9:24

Toda mulher, por mais que negue, um dia irá pintar os cabelos. Seja por pura vaidade ou para esconder os brancos, mudar a cor dos cabelos é muito fácil hoje em dia. Existem tantos métodos e tipos de colorações, que o difícil é escolher qual é o melhor.  

É possível pintar em casa ou no salão, mas, segundo o hairstylist Nilton Tamba, é preciso tomar cuidado principalmente com as colorações que clareiam os cabelos. "É muito fácil manchar porque existe um tempo certo para deixar a coloração agindo nos fios. Se ficar menos ou mais, a cor não vai ficar como a desejada", explica.

Antes de decidir o que fazer nos seus cabelos, conheça a nomenclatura das colorações disponíveis e dos métodos de aplicação. E esteja sempre atenta: um bom cabeleireiro deve saber explicar todos estes itens.  

Tintas: são colorações de efeito permanente porque mudam a estrutura dos fios. Usam amônia na fórmula, que atua abrindo as cutículas do fio para os pigmentos de cor penetrarem internamente. As fórmulas atuais de boa qualidade possuem substâncias reestruturantes, como queratina, proteínas, vitaminas e filtro solar, necessárias para reverter os danos causados pela amônia.  

Tonalizantes: são colorações de efeito temporário. Menos agressivos que as tinturas porque não contêm, ou contêm pouca, amônia na fórmula, mas, ao contrário do que muita gente pensa, mudam, sim, a cor natural do fio. Outra desvantagem é que desbotam depois de aproximadamente 20 lavagens. Fáceis de aplicar, são os mais indicados para uso doméstico.

Tratamentos colorantes: como o nome já diz, tratam o cabelo enquanto tingem. Não têm o poder de mudar a cor dos fios, apenas de criar efeitos de luminosidade e de cobertura dos fios brancos. Não contém amônia nem água oxigenada na fórmula.

Henna: é um produto natural extraído da folha de uma árvore, que deixa os fios avermelhados. Atualmente encontramos também hennas castanhas ou pretas, mas a original, que não usa corantes artificiais, é vermelha. Nilton Tamba recomenda a henna para mulheres de cabelos escuros, que desejam esconder os primeiros fios brancos, sem ter que recorrer a tinturas. "É ótimo porque não agride os fios", ressalta. Assim como nos tonalizantes, a cor vai saindo com as lavagens.

Luzes: neste processo, clareia-se alguns fios. Cabelos que já receberam tinturas anteriormente são clareados com descolorantes, mas os fios virgens usam apenas tinta loira, que retira até dois tons de pigmento e agride menos o cabelo. As luzes mais famosas são aquelas que deixam o cabelo como se estivesse queimado de sol. Deve ser feito em salões.

Reflexos: o processo é igual ao das luzes, mas os reflexos clareiam mais os fios e ficam mais aparentes. São mais comuns em cabelos claros e também devem ser feitos por profissionais qualificados.  

Mecha: a idéia das mechas é dar destaque aos cabelos, pegando grandes porções e clareando ou tingindo de vermelho, criando um contraste com a cor de fundo do cabelo. Devem ser feitas por um cabeleireiro.

Balayage: a técnica é francesa e consiste em descolorir ou tingir de loiro diversos fios de forma aleatória. É muito comum fazer balayages após uma tintura, em tom sobre tom, para iluminar a cor. E não se esqueça: somente um profissional qualificado deve fazer.

veja também