Aprenda a cachear os cabelos com babyliss, escova e bóbis

Aprenda a cachear os cabelos com babyliss, escova e bóbis

Atualizado: Quinta-feira, 25 Agosto de 2011 as 8:50

  Especialista dá dicas sobre os principais métodos para enrolar o cabelo sozinha

A brasileira é conhecida por ter certa fixação por cabelo liso. Mas a ajuda mais que especial da top model Gisele Bündchen tem mudado um pouco a cabeça das mulheres do País, já que a bela prova que os fios ondulados e cacheados estão com tudo.

Para quem quer definir melhor suas ondas ou até mesmo ganhar um volume extra nas madeixas lisas, a cabeleireira Valdirene Aires, do SoHo, unidade Itaim, em São Paulo, dá dicas e fala sobre as vantagens dos métodos mais tradicionais para enrolar os cabelos em casa.  

Como fazer ondas perfeitas

Se você tem um aparelho de babyliss em casa, sua vida será bastante facilitada. A especialista, no entanto, ressalta sobre a importância da temperatura do aparelho para não estragar os fios. “Deve-se pegar uma mecha por vez e enrolar na diagonal em temperatura média”, diz Valdirene.  

O tamanho das ondas ou cachos varia de acordo com a quantidade de cabelo que você separar por mecha. “O babyliss tem uma fixação maior e definição mais precisa, além de ser indicado para todos os tipos de cabelos”, continua.  

Além de alisar, a chapinha também serve para dar cachos às madeixas. “Mas é necessário escovar o cabelo antes. Depois, o procedimento e igual ao do babyliss, enrolando mecha a mecha”, fala a cabeleireira. A profissional, no entanto, destaca que a durabilidade dos cachos é menor em relação ao babyliss. “A chapinha facilita no tempo, mas tem menos definição e fixação menor. Ou seja, sua desvantagem é a pouca durabilidade”.  

Os tradicionais bóbis também são uma boa opção para dar volume aos fios, mas eles requerem maior habilidade de quem for usá-los. “Os bóbis são mais indicados para cabelos curtos e oferecem uma durabilidade maior, mas é necessário ter certa habilidade. Você faz a definição no tamanho separando mechas pequenas enrolando uma a uma”, completa Valdirene.    

veja também