Aprenda a comprar calçados masculinos com segurança na internet

Aprenda a comprar calçados masculinos com segurança na internet

Atualizado: Quarta-feira, 3 Agosto de 2011 as 10:09

O Brasil tem o número impressionante de 73 milhões de internautas, o que ao rende ao país a oitava posição mundial em relação às pessoas que acessam a internet. De olho neste potencial, o mercado de compras online no Brasil tem crescido e já movimenta bilhões de reais. Para quem quer começar a comprar peças de roupas em uma loja online, a sugestão é começar pelos calçados, mais simples de ficarem bons, sem experimentar antes.

Uma pesquisa levantada pelo Ibope Nielsen Online apontou que 25,4 milhões do internautas acima de 16 anos navegaram em sites de lojas de varejo no ano passado. A busca por produtos online gerou cerca R$ 14,8 bilhões em vendas em 2010, segundo dados de pesquisa conduzida pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas.

Apesar desta febre do “e-commerce” e das facilidades que este tipo de compra oferece, é preciso ter alguns cuidados antes de se aventurar a fazer sua compra com poucos “cliques” e não entrar numa roubada. A primeira recomendação da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) é que se faça um contato prévio com o fornecedor. Assim, na hipótese de acontecer algum problema, como atraso na entrega, produtos com defeito, cancelamento, devolução, pagamento, reembolso etc, você saberá efetivamente como e quais serão os procedimentos a serem adotados. Se o fornecedor sequer responder suas dúvidas, atenção! Este é um alerta para que não compre nada por este site.

Além disso, o Procon lista uma série de cuidados necessários para evitar dores de cabeça futuras:

1. Busque informações sobre o site, verifique se há reclamações no cadastro do Procon de seu Estado ou município, e colete referências com amigos ou familiares; 2. Verifique qual o endereço físico do fornecedor e se existe algum telefone ou e-mail para esclarecimento de eventuais dúvidas; 3. Verifique os procedimentos para reclamação, devolução do produto, prazo para entrega etc.; 4. Verifique as medidas que o site adota para garantir a privacidade e segurança dos usuários; 5. Não forneça informações pessoais desnecessárias para a realização da compra; 6. Guarde todos os dados da compra, como nome do site, itens adquiridos, valor pago e forma de pagamento, número de protocolo da compra ou do pedido etc.; 7. Guarde em meio eletrônico, ou mesmo impresso, a confirmação do pedido, e-mails trocados com o fornecedor que comprove a compra e suas condições; 8. Verifique se há despesas com fretes e taxas adicionais, bem como o prazo de entrega da mercadoria ou execução do serviço; 9. Identifique o endereço físico da empresa e seus dados cadastrais, como CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. O consumidor pode checar os dados cadastrais da empresa acessando www.registro.br ; 10. Exija Nota Fiscal; 11. Imprima o contrato firmado ou arquive em meio digital seguro que permita uma futura impressão.    

veja também