Armas contra as estrias

Armas contra as estrias

Atualizado: Sexta-feira, 9 Abril de 2010 as 12

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) promove, entre os dias 21 e 25 de abril de 2010, o XXII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, no Centro de Convenções Sulamérica, na cidade do Rio de Janeiro, que terá as Estrias, como um dos temas das palestras e cursos.

"As estrias são um problema bastante comum e têm levado homens e mulheres a procurarem tratamentos estéticos com a finalidade de amenizar ou mesmo eliminar estas marcas que são resultantes da falta de fibras elásticas e colágenas em algumas áreas do corpo, promovendo o aparecimento na pele de indesejáveis furinhos e linhas", afirma Eliandre Costa Palermo, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Entre as inovações tecnológicas para o problema encontra-se a técnica cirúrgica com uma nova agulha intitulada "Agulha de Ranulfo", que faz um descolamento mais rápido e eficiente das estrias. "Trata-se de uma variação da subcisão, técnica de descolamento já usada para tratar a celulite", afirma Eliandre.

Segundo a profissional, essa subcisão foi adaptada para aplicação na própria derme e não na gordura, como no caso da celulite. "Com esta técnica, promove-se um trauma para que na região da estria se forme colágeno. A grande vantagem da técnica é que pode ser aplicada em estrias brancas e vermelhas e tem recuperação mais rápida", diz.

Para a especialista, entre os tratamentos não-invasivos, as melhores opções são os lasers fracionados não-ablativos e ablativos. "O lasers ablativos e fracionados são uma excelente opção de tratamento, tem um dano térmico controlado, requerem poucas sessões e melhoram estrias antigas. Já os lasers não-ablativos tem ponteiras precisas que não machucam a epiderme, portanto podem ser realizados em qualquer tipo de pele e época do ano, mas demandam um maior numero de sessões", afirma.

Prevenção

Mesmo com os tratamentos já disponíveis e as inovações, que estão chegando aos consultórios dermatológicos, o ideal é apostar em um trabalho preventivo. "Cautela na perda ou ganho de peso rápido pode ajudar a evitar o aparecimento de estrias, especialmente em grupos de alto risco, como os adolescentes e gestantes. É importante manter a hidratação adequada no local e alguns ativos muito usados em cosméticos como a vitamina C, ácidos de frutas, retinol, óleo de semente de uva, de rosa mosqueta, ajudam a inibir o desenvolvimento delas", finaliza Eliandre.

veja também