As delícias dos megassalões de luxo

As delícias dos megassalões de luxo

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 10:07

Mais que um visual atualizado, salões de beleza podem oferecer experiências de luxo. Em bairros valorizados de São Paulo e Rio de Janeiro, experts das tesouras recebem artistas e mulheres bem-sucedidas entre poltronas italianas, lavatórios automassageadores e terraços aconchegantes. São construções de até dois mil metros quadrados que reúnem os melhores profissionais do mercado.

Cortar o cabelo com um top hair stylist (e só cortar mesmo) pode custar até R$400. O valor aumenta muito se forem somados os serviços básicos adicionais como lavagem, escova e uma hidratação rápida. A grife e o selo de garantia, no entanto, parecem justificar o investimento. Prova disso são as salas sempre cheias e as filas de espera pelo atendimento com os profissionais mais badalados de, no mínimo, dez dias.

Quem chega para cuidar do cabelo acaba ficando um pouco mais – ou muito mais. Nos salões de beleza de luxo é possível comprar joias, ler revistas importadas e comer bem. Em São Paulo, um cardápio exclusivo do Spazio Gastronômico serve as clientes do Studio W Iguatemi. No MG Hair, também na capital paulista, uma parceria com o restaurante "A Bela Cintra" garante comidinhas brasileiras aos finais de semana, além do menu saudável assinado pela Keep Light todos os dias.

Espaços dedicados ao corpo ampliam a oferta de serviços. Modernos aparelhos que afinam a silhueta viram sensação a cada verão, enquanto depiladoras disputadas atendem clientes fidelíssimas que as seguem a cada novo endereço. Para quem prefere o sossego, imersões relaxantes seguidas por massagens terapêuticas convidam à boa vida. Basta fechar os olhos.

E se a vida realmente pode ser boa, um brinde a ela. Ao cair das tardes mais quentes, garrafas de espumante garantem o happy hour no Fashion Clinic, salão comandado pelo top cabeleireiro Tiago Parente, no Rio de Janeiro. "Algumas clientes aparecem aqui no final da tarde só para brindar conosco, é muito gostoso", diz Roma Millen, gerente do salão e SPA localizado em Ipanema. Para as moças que dispensam o álcool são oferecidas águas aromatizadas e infusões feitas com frutas e especiarias. "É uma delícia saboreá-los no ofurô".

Ainda no Rio, o vizinho Crystal Hair contraria a tendência de megassalões. Localizado na tranquila Barão de Jaguaripe, em Ipanema, o espaço faz da despretensão o seu diferencial. As clientes são invariavelmente chamadas pelo nome e, nas amplas salas bem iluminadas, artistas se misturam sem rastro de estrelismo.

É no andar superior que a colorista Branca Di Lorenzo trabalha. "De 10 mulheres que chegam aqui, nove querem clarear", decreta ao discordar da pretensa onda de morenice que ameaça (ou não?) invadir o verão. Queridinha de estrelas como Fernanda Lima, Carolina Dieckmann, Aline Moraes e Danielle Winits, ela tem uma das agendas mais disputadas do salão: é preciso marcar com dois meses de antecedência.

Ponte área, São Paulo. Quem passa pela rua Estados Unidos, no Jardim América, logo nota a imponente casa envidraçada construída em dois mil metros quadrados. De lá saem loiras aos montes: Adriane Galisteu, Caroline Bittencourt, Ticiane Pinheiro e Grazi Massafera são só alguns nomes – todas elas amigas e clientes do cabeleireiro Marco Antônio de Biaggi, o dono do pedaço.

Além da estrutura grandiosa e do proprietário badalado, o MG Hair guarda outro trunfo: a equipe. No espaço Luiza Sato, clientes relaxam entre sessões de ofurô e shiatsu. Descendo as escadas, é possível pintar as unhas de Chanel com a manicure Carmem Luiz – ela indica as cores do momento e cria misturinhas que sempre viram hit. Olhe mais à frente e encontre Cacá Moraes, um dos maquiadores mais requisitados dos editoriais de revistas. Rei dos pincéis, Juha Antero dá aula de coloração – sem dúvida um chamariz de clientes. "Crème de la crème", define Marco sobre os experts.

Impossível falar de salões incríveis sem citar Wanderley Nunes. Se os concorrentes estão nos Jardins, o seu Studio W situa-se no topo – especificamente no alto do Shopping Iguatemi, um dos centros comerciais mais valorizados da cidade de São Paulo. Pela conveniência da localização, o salão oferece facilidades exclusivas. "Vira e mexe tem cliente que pede almoço no Gero ou manda chamar um vendedor da Diesel porque precisa de um jeans de última hora. Isso é supernormal", conta Rosângela Barchetta, empresária e sócia do salão.

A cordialidade da equipe se faz notar nos detalhes. Marcou hora com o cabeleireiro Miro Pereira e ele demorou um pouquinho? Nesse caso, a massagem é cortesia. Miro usa um aparelho com infravermelho para relaxar as clientes que esperam pelo atendimento. Para se distrair ou até mesmo trabalhar, peça um notebook e navegue pela internet enquanto faz os pés. Mais agrados: o maquiador Cayo Lanza presta um serviço providencial: "Se uma mulher vem fazer a maquiagem comigo e gosta muito do resultado, tiramos uma foto que eu guardo no arquivo", conta Lanza. "Cada cliente tem seu portfólio, caso queira repetir o look em outro evento".

Um estúdio moderno, uma casa linda e a boa sacada de Marcos Proença

São 850 metros quadrados divididos em salas amplas e arejadas. No grandioso Estúdio C.Kamura, aço, concreto e vidro criam uma atmosfera moderna e contam muito de seu dono. Celso Kamura é um dos profissionais mais sérios do mercado, e apesar do background invejável em referências de moda, pode ser conservador – tudo depende da cliente. É ele quem assina a beauté dos desfiles mais bacanas do SPFW, mas é ele também o nome por trás do upgrade na cabeleira da presidenta eleita Dilma Rousseff. No salão, o conforto é preservado em diversos detalhes: a cadeira do lavatório é automatizada e reclina para a posição horizontal; na lojinha é possível encontrar os melhores cosméticos importados; uma sala exclusiva reúne as maquiagens dos sonhos; e o cantinho gourmet garante comidinhas gostosas.

Com outro conceito, a de fazer a cliente se sentir em casa, Mauro Freire construiu o seu espaço, a Casa Mauro Freire. Na privilegiada esquina da Rua Augusta com a Alameda Jaú, em São Paulo, o cabeleireiro comanda um time de trinta funcionários especializado em beleza. Quem passa por lá não apenas cuida do visual, mas também curte bons momentos: aos sábados, não é difícil ser recebida com uma taça de espumante; revistas (incríveis) importadas distraem a curta espera; os lavatórios se movimentam para poupar esforços das clientes. E para quem gosta de bater papo, o jardim de inverno é um convite – por lá mulheres jogam conversa fora ou fazerem reuniões de negócios. "Quero que elas se sintam confortáveis aqui, essa é a minha prioridade", garante Freire.

O jardim, aliás, é item quase obrigatório nos megassalões. A maioria dos cabeleireiros faz questão de proporcionar uma área verde às suas clientes. Entre eles, Marcos Proença parece ser o mais apaixonado pela natureza. O salão que leva seu nome – ainda fresco, foi inaugurado no final de 2009 no Jardim Paulista – é o primeiro na América Latina a incorporar o conceito eco-friendly. "O diferencial aqui é que eu fiz tudo com consciência em prol da sustentabilidade", conta.

Projetado por Esther Giobbi para ter o ar intimista de uma casa, o espaço cumpre o que promete: piso de madeira certificada de manejo ambiental, reaproveitamento de água, iluminação de baixo consumo, detalhes em couro orgânico, bancadas de pó de mármore e paredes de vidro, que favorecem a entrada da luz natural. O projeto paisagístico, assinado por Alex Hanazaki, é um carinho aos olhos. Cercado de verde, o terraço faz esquecer do trânsito lá fora e oferece vista ao SPA Nail, um agradável espaço dedicado ao cuidado das unhas.

Mas apesar dos cantos aconchegantes, Proença concorda com os outros hair stylists a respeito do local preferido no salão. "Gosto mais do lavatório ou da cadeira, porque é onde as clientes estão", diz sabiamente. Afinal, os detalhes e as delícias podem ajudar na conquista, mas elas só voltam se o cabelo ficar muito bom.

veja também