Blefaroplastia - A cirurgia plástica das pálpebras

Blefaroplastia - A cirurgia plástica das pálpebras

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 11:09

Excessos de pele, gordura e flacidez na região das pálpebras conferem ar envelhecido. Quem quer melhorar o visual tem como opção apostar em uma cirurgia plástica, chamada de blefaroplastia. Ficou interessado? Então, confira dez detalhes sobre o procedimento, listados pela cirurgiã plástica Luciana Pepino, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP):

1) A blefaroplastia busca corrigir os excessos de pele, gordura e flacidez muscular. Em alguns casos, pode melhorar o aspecto funcional, além do estético;

2) A cirurgia é simples, feita com anestesia local e sedação prévia. Tem duração de uma hora e o paciente permanece internado de três a seis horas;

3) Não há idade ideal para apostar na blefaroplastia. Pode ser realizada quando houver algum 'defeito' a ser corrigido, independentemente da idade;

4) A pele das pálpebras tem espessura muito fina e, por isso, as cicatrizes tendem a ficar praticamente disfarçadas em seus sulcos. Para chegar a esse resultado, é preciso aguardar o período de maturação das cicatrizes, que leva três meses. É possível que sejam disfarçadas desde os primeiros dias com uma maquiagem leve;

5) O paciente geralmente não sente dor após a cirurgia. Mesmo que apresente sensibilidade maior ou pequenos surtos de dor, os problemas podem ser eliminados com o uso de analgésicos comuns indicados pelo médico;

6) Algumas pessoas, já no quarto ou quinto dia após a intervenção, apresentam aspecto bastante natural quando o assunto em questão é edema (inchaço). Outros o atingem depois do oitavo dia. Óculos escuros são bastante úteis nessa fase, assim como o de compressas frias que ajudam a diminuir a intensidade do edema. Somente após o terceiro mês é que se pode dizer que o edema residual é discreto e não compromete o resultado final;

7) Manchas roxas podem aparecer em alguns pacientes, mas isso não implica problemas futuros. As manchas nada mais são do que a infiltração do sangue abaixo da pele por conta do trauma cirúrgico;

8) Após o primeiro mês, já se pode observar o resultado definitivo da cirurgia. Entretanto, logo depois do oitavo dia, se tem aproximadamente 30% do resultado esperado;

9) As recomendações para o pré-operatório são comparecer ao local da cirurgia no horário marcado, comunicar qualquer anormalidade em seu estado geral até a véspera, não fazer maquiagem no dia da internação, levar óculos escuros e, se a internação for no mesmo dia da cirurgia, ir em jejum de oito horas (inclusive de água);

10) Os pedidos médicos do pós-operatório são aplicar compressas com soro gelado várias vezes nos dois primeiros dias, colocar óculos escuros ao se expor ao sol, evitar sol principalmente enquanto estiver com manchas roxas, voltar ao consultório para revisão nos dias estipulados, não traumatizar nem coçar os olhos, retomar as atividades normais após três dias.

veja também