Brasil é o país que mais consome moda praia no mundo

Brasil é o país que mais consome moda praia no mundo

Atualizado: Quarta-feira, 1 Fevereiro de 2012 as 2:06

O verão - estação mais desejada e aguardada do ano -, além de fazer o maior sucesso entre os brasileiros, é a principal inspiração do setor de moda praia do País, que, atualmente, tem se tornado referência no mercado internacional e um dos principais braços da economia nacional.

Apesar de parecer novidade para muita gente, o beachwear made in Brasil vem evoluindo nos últimos anos, devido principalmente ao mercado interno. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil (ABIT), os brasileiros são os que mais consomem moda praia no mundo, movendo cerca de US$ 1,5 bilhão anualmente - um número significativo quando considerado o contexto do mercado internacional de moda praia que movimenta cerca de U$ 12 bilhões por ano, segundo levantamento do Global Market Review of Swimwear and Beachwear.

"O alto consumo da população brasileira aos itens de moda praia se dá pelo fato de nós termos uma extensa área de litoral e um clima quente que permite um fluxo constante de produtos do setor ao longo de todo o ano", explica Emerson Otsuka, professor e coordenador do curso de Negócios da Moda da Universidade Anhembi Morumbi. Além disso, o mercado brasileiro de moda praia avançou em tecnologia e em modelagem, tornando o nosso biquíni reconhecido em todo o mundo, seja pelo seu estilo mais ousado, qualidade ou até mesmo pela sua criatividade.

E os números do setor não param por aí. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, a produção de vestuário brasileiro cresceu 7,17%, e o mercado varejista, 10%. O mercado da moda no Brasil emprega 1,7 milhões de pessoas e movimenta R$ 50 bilhões.

SPFW e Fashion Rio
A boa atuação do País no segmento de moda praia pode ser percebida nos eventos promovidos pelo setor, como o São Paulo Fashion Week e o Fashion Rio, que há muito tempo deixaram de ser meros desfiles e entraram no calendário da moda de todo o mundo, mostrando a força e o respeito do mercado internacional à produção fashion brasileira. "Hoje em dia, esses eventos são esperados não só pelo público consumidor, mas também por estilistas, lojistas e por todas as pessoas que integram nacional e internacionalmente essa indústria", analisa Otsuka. 

Mercado internacional
De acordo com dados da ABIT, o Brasil exportou em torno de um milhão de peças de moda praia em 2010, principalmente para os EUA, Portugal e Japão - nossos principais consumidores. Fortemente impactada pela sazonalidade, a vantagem é que quando as vendas para o mercado interno terminam, é hora de buscar compradores no outro hemisfério e exportar as peças produzidas. Mas ainda há muito que crescer. "Apesar de a moda brasileira despontar no mercado internacional, o setor tem potencial para exportar muito mais, principalmente se levarmos em conta a quantidade de peças produzida", finaliza o professor.

veja também