Cabelos opacos

Cabelos opacos

Atualizado: Sexta-feira, 5 Novembro de 2010 as 10:54

Na novela Ti-ti-ti, a personagem Camilla Bianchi, patricinha interpretada pela atriz Maria Helena Chira, tem feito grande sucesso com a frase "Ai, tô mal, olha como meu cabelo tá opaco!". Brincadeiras à parte, a opacidade pode derrubar a sua autoestima. Segundo especialistas, o problema acontece quando a proteína dos fios é atingida por agentes físicos (sol, praia, poluição) e químicos (coloração, reflexo, alisamento), o que provoca abertura das escamas, e, consequentemente, perda de brilho, umidade e resistência.

De acordo com o hairstylist Diego Paraízo, do Walter's Coiffeur, unidade da Barra da Tijuca, no Rio, o problema acontece, entre outros motivos, porque a cutícula do cabelo (parte externa ao fio) é sensível a todo tipo de química. Se você está se identificando com os "sintomas" apresentados até agora, o especialista sugere: "Para eliminar ou amenizar a opacidade são recomendados tratamentos de reconstrução, que agem no córtex do fio (parte interna). A matéria-prima mais eficaz é a queratina hidrolizada."

Outras intervenções, como a cauterização a frio da Redken ou a cauterização molecular L'Orèal, com preços entre R$ 140,00 e R$ 180,00, podem ter resultados ainda mais eficazes. O problema da opacidade, garante Diego, pode acometer a todas. Mas atenção: os cabelos que passam por processos químicos exigem cuidado maior, uma vez que a fibra se torna mais sensível.

Já experiente quando o assunto é dar vida nova a madeixas danificadas, o hairstylist Glecciano Luz reforça que, nesse quesito, nenhuma etnia tem vantagem sobre a outra. "A opacidade ocorre em todos os tipos de fios. Por isso é importante cuidar desde a alimentação à escolha de tratamentos corretos", alerta. Muita gente pensa que nos fios escuros o problema é mais visível. Mas Glecciano garante que não. "A falta de brilho é perceptível tanto nos escuros quanto nos louros. O problema acontece quando os fios não são bem tratados", diz. Como a perda da luminosidade ocorre devido à abertura das escamas e da pouca umidade e resistência, recomenda-se um tratamento profundo.

Com o verão chegando, é preciso ficar de olho: a exposição direta e constante ao sol degrada as ceramidas, o "cimento" capilar que mantém as escamas unidas. "Uma vez danificadas, elas se abrem, deixam os nutrientes internos saírem e a superfície do cabelo fica áspera e opaca", explica Glecciano. "Aplique uma máscara de alto poder hidratante de duas a três vezes por semana, use linhas com ativos doadores de brilho, como extrato de pérola e de orquídea, e ingredientes hidratantes como aminoácidos do leite e do trigo, além do pantenol", indica.

No salão carioca Crystal Hair, a hidratação termoativada é uma ótima solução. Feita com a nova linha da Kerastase, Nutri-Thermique, o procedimento é indicado para cabelos ressecados pela ação de sal, cloro e químicas. Contém partículas de cerâmica que penetram no fio, assegurando maciez e brilho de longa duração. "A água quente é ideal para potencializar a ação dos nutrientes que hidratam o fio e formam uma capa protetora na fibra, protegendo-a de agressões externas", afirma a terapeuta capilar Ana Paula Gomes.

Outra novidade bacana é a "Maquiagem de Cabelo", do Studio de Beleza Sonia Nesi. O produto utilizado, explica Sonia, age como um selante, alinhando as cutículas, eliminando o efeito frizz e as pontas duplas. À base de queratina, polímeros selantes e emolientes, pode durar até dois meses. O processo é simples: lavagem, escova, aplicação do produto, esterilização dos fios e aplicação de chapinha ou babyliss. "Para recuperar a qualidade e textura, é necessário repor os nutrientes perdidos e fechar as cutículas. A maquiagem garante que os fios fiquem mais hidratados e no lugar. Com isso você recupera e dá nova vida", afirma Sonia.

veja também