Cabelos também precisam de "água" no verão

Cabelos também precisam de "água" no verão

Atualizado: Sexta-feira, 20 Novembro de 2009 as 12

A estação mais quente do ano é sinônimo de sol, praia e piscina, corpo bronzeado. Mas não adianta cuidar apenas da pele, para conseguir uma cor de dar inveja, e deixar de lado os cabelos. As madeixas sem tratamento podem apresentar alteração na cor ou ficar ressecadas e quebradiças.

Para acabar com os fios ressecados, a sugestão é um tratamento com cremes hidrantes ou máscaras que pode ser feito semanalmente ou a cada 15 dias. Para as pessoas que têm couro cabeludo oleoso, a professora de dermatologia Daniela Barros, da Faculdade de Medicina do ABC, recomenda que a aplicação desses produtos seja feita mais nas pontas dos cabelos - geralmente quatro dedos abaixo da raiz.

A esteticista Iara Rocha afirma que, em casos mais severos de desidratação, é necessário procurar um profissional. "Eles têm tratamentos chamados SOS ou UTI dos cabelos que recorrem à aplicação de queratina, uma gama de proteínas e produtos à base de silicone".

Os cabelos tingidos ou descoloridos podem mudar de cor. Os loiros, por exemplo, ficam esverdeados por causa do cloro e do sulfato de cobre presentes na água da piscina. Hidratar os fios mais uma vez é a solução para esses problemas. "Mantenha a hidratação com xampus à base de ceramidas, aminoácidos da seda, d-pantenol ou outras substâncias hidratantes. E use máscaras e condicionadores para cabelos mais ressecados ou descoloridos", ensina a dermatologista. Outra dica da médica é usar tonalizante sem amônia, que funciona como uma maquiagem e "disfarça" o problema da mudança de cor.

Calor e umidade demais também prejudicam os fios

Muito mais que afetar a aparência, o calor e a umidade favorecem a proliferação de fungos nos cabelos - o que pode causar micoses e dermatites seborréicas. Os sintomas desses problemas dermatológicos são descamação, coceira ou quebra do cabelo perto da raiz, enumera a dermatologista Daniela.

Quem apresentar algum dos problemas deve procurar um médico, que vai indicar o tratamento ideal. Uma das formas de se prevenir desses males é secar bem os fios. E não prendê-los quando estiverem molhados, porque acabam demorando mais para secar.

Cabelos também sofrem com a radiação e o vento

Assim como a pele, os cabelos precisam de proteção solar. Por isso, use cremes com filtro protetor antes e depois da praia e piscina. "Se entrar na água do mar, antes de reaplicar o produto, lave os fios com água", orienta a esteticista Iara.

As pontas duplas aumentam as chances de danos aos cabelos. Neste caso, a dica é passar óleo de silicone. "Também indico corte mensal das pontas. Se quer deixar o cabelo crescer, em vez de cortar um centímetro, tire apenas meio", diz o cabeleireiro Pedro Paulo Marques, do Pedro Paulo Cabeleireiros.

Outra forma bem prática e estilosa de proteção Para as madeixas é o uso de chapéus - além de proporcionarem um charme a mais, os acessórios protegem contra a radiação e o vento. "O vento pode causar microtraumatismos no fio, como se fosse uma escovação agressiva", avisa a dermatologista Daniela Barros.

veja também