Caras e bocas: a beleza do terceiro dia de SPFW Verão 2012

Caras e bocas: a beleza do terceiro dia de SPFW Verão 2012

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 8:41

No terceiro dia de SPFW, temos dois desfiles fora da Bienal – Cavalera e Glória Coelho –, Mário Queiroz (com feminino também), Huis Clos, Osklen e Colcci. Confira abaixo o que o FFW descobriu sobre as belezas, em detalhes!

COLCCI

©Sergio Caddah/Agência Fotosite

Max Weber olhou para as divas dos anos 70, especialmente para as icônicas Panteras, para fazer a beleza da Colcci. Por isso, bocona vermelha pintada com pincel, blush iluminador usado nas bochechas, nas têmporas, no “m” dos lábios e nas pálpebras e rímel apenas nos cílios superiores. O cabelo era feito com babyliss grosso, com as ondas presas com grampo por um tempo e depois soltos, para dar aquele jeitão de diva.

©Gustavo Scatena/Agência Fotosite

©Marcelo Soubhia/Agência Fotosite

+ Veja aqui o desfile completo da Colcci no SPFW Verão 2012

OSKLEN

©André Conti/Agência Fotosite

Para o cabelo da Osklen, Ricardo dos Anjos fez um turbante estilizado, usando os próprios cabelos das modelos, já que o desfile era inspirado na cultura negra. Para isso, ele dividiu o cabelo ao meio, puxou cada metade em direção às têmporas, fez um torcido para dentro, deu um nó no meio e prendeu novamente na própria mecha, com grampos. Já o make, assinador por Lyne Desnoyers – maquiadora sênior da MAC – foi pensado para recriar o ‘queimado de sol após um dia de praia’. Por isso, há bastante pigmento dourado, aplicado nas bochechas e nos olhos, mas de um jeito que não ficasse artificial. Como a intenção era passar uma ideia de frescor, não há máscara de cílios, apenas curvex, e na boca apenas lip balm.

©Marcelo Soubhia e André Conti/Agência Fotosite

HUIS CLOS

©André Conti/Agência Fotosite

Na Huis Clos, Daniel Hernandez fez uma maquiagem super leve, com a pele bem tratada, curvex e rímel, e boca apagada – com lipbalm. O cabelo era dividido ao meio, como se fossem duas bananas, embutidos para dentro, só que feito apenas com as mãos, sem pentear, o que dava um aspecto mais bagunçadinho.

©André Conti/Agência Fotosite

MARIO QUEIROZ

©Sergio Caddah/Agência Fotosite

No make dos meninos, a usual pele corrigida e nada mais. Porém na beleza das meninas, assinada por Marcelo Andrade, do Studio W, a inspiração nos anos 30 resultou em um olho com mistura de metálicos, com delineado em sombra prata nos cílios inferiores, e de sombra dourada nos cílios superiores, com côncavo marcado com pincel arredondado em sombra de tom neutro (pode ser cinza ou marrom), arrematados por cílios postiços, apenas em cima. No lugar do blush, iluminador nas maçãs do rosto e boca feita com batom pêssego cremoso. Os cabelos, assinados por Marcelo Harpa, também do Studio W, tinham como referência o art déco e o construtivismo, por isso a parte superior do cabelo era feita com tri-ondas e a parte de baixo lisa, e as duas metades eram semi-presas com grampos. O cabelo dos meninos também era feito com tri-ondas, porém meio bagunçadinhos.  

veja também