Comer grãos faz bem para os fios

Comer grãos faz bem para os fios

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 8:09

Qual mulher nunca cortou as pontinhas na lua crescente na esperança que, depois disso, o cabelo crescesse mais rapidamente? Mas será que esta prática realmente adianta? O tricologista Arthur Tykocinski garante que não. “Não há uma conexão entre o crescimento dos cabelos e as fases da lua”, diz o médico. Mas se isso não passa de mito, há práticas que se mostram eficientes para ajudar as madeixas a crescerem de forma adequada. Leia a seguir.

A maneira como se lava os cabelos influencia no crescimento? Segundo o dermatologista Alexandre Leon, a resposta é sim. “Sempre que for lavar os cabelos, faça massagem no couro cabeludo por três minutos. Sempre usando a ponta dos dedos de forma bem delicada para não estimular a produção de oleosidade. Essa técnica também ajuda a estimular a circulação sanguínea e, consequentemente, o crescimento”, diz. A escolha do xampu também pode ajudar no processo. O médico recomenda produtos com ativos como jaborandi, cafeína, ginkgo biloba, que, assim como a massagem, estimulam a circulação sanguínea e o crescimento.

Cortar o cabelo em determinada fase da lua faz com que ele cresça mais rápido? Esta crença popular não passa de mito. Quem explica é o dermatologista e especialista em cabelos e transplante capilar, diretor do Tykocinski Medical Group, o médico Arthur Tykocinski. “As fases da lua não estimulam o crescimento capilar. Na verdade, o cabelo é uma pilha de queratina. Tudo o que acontece com ele está na parte interior do couro cabeludo, há três ou quatro milímetros de profundidade. Nosso cabelo nada mais é do que células mortas impregnadas de queratina. Portando, não há uma conexão entre o crescimento dos cabelos com as fases da lua”, garante. 

A alimentação influencia diretamente no crescimento dos fios? Esta sim é uma verdade absoluta. Quanto mais saudável for sua alimentação, mais saudáveis, fortes e com crescimento normalizado serão seus cabelos. Os alimentos fontes de aminoácidos e proteínas agem diretamente no crescimento, por isso não deixe de consumir carnes magras, ovos, leite e derivados e grãos. A médica Elisabete Fernandes Almeida ainda recomenda ingestão de pepino. “Ele é rico em silício e enxofre, que fortalecem o cabelo e estimulam seu crescimento. Por isso, deve ser consumido regularmente”, justifica.

Os óleos essenciais podem melhorar o crescimento do cabelo? Para o tricologista Ademir Júnior, os óleos essenciais podem, sim, melhorar o crescimento dos fios. “Na medicina capilar, uma das principais propriedades dos óleos essenciais está na melhora do crescimento dos fios”, responde. O médico recomenda a aplicação entre uma e duas vezes por semana, ressaltando que esta prática tem respaldo científico. “Para quem busca um algo a mais na recuperação de seus cabelos ou gosta de tratamentos com características mais naturais, fica a opção pelas terapias com óleos essenciais sendo das mais interessantes e vantajosas”, completa.

A luz solar acelera o crescimento das madeixas?  A dermatologista Gisele Barbosa, da Faculdade de Medicina da USP, explica que durante o verão, a luz solar estimula maior produção de melatonina, um hormônio relacionado ao sistema reprodutor e ao crescimento do cabelo. “Por isso, o cabelo cresce mais na estação”, continua. Quando a estação dá lugar ao outono, porém, esses fios que cresceram mais rápido irão cair alguns meses depois. “Chamamos este processo de eflúvio telógeno. Mas não se preocupe, pois este é um evento esperado e os fios que caírem serão substituídos em breve por novos fios”, conclui.

A saúde do organismo tem relação direta com o crescimento das madeixas? “Basicamente, para o cabelo crescer bonito e saudável a pessoa também precisa estar saudável”, responde a médica Denise Steiner, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Sendo assim, quando a pessoa está saudável, sem qualquer problema de saúde, o normal é que o cabelo cresça de forma adequada. Já quem não se alimenta corretamente e tem falta de proteína e ferro, apresenta alteração de tiroide ou anemia ou tem problema relacionado a uma doença interna, pode ter dificuldade no crescimento do cabelo. 

veja também