Compre bem nas liquidações

Compre bem nas liquidações

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 9:09

  O inverno está chegando ao fim, as lojas já estão mostrando as suas novas coleções, e o que acontece? Liquidações, bazares e muitas promoções. Aí você enlouquece mesmo! Você quer comprar de tudo e mais um pouco. O ideal não é sair comprando como louca, porque depois você ficará no vermelho como a Becky Bloom de "Delírios de Consumo de Beck Bloom".

Para não chegar a tanto, fizemos uma pequena lista para vocês não consumirem em demasia e comprarem o que não precisa, o que não vai usar, e o pior, o que não serve!  

Vamos lá:

1 – Faça uma lista do que você precisa

O ideal, antes de sair às compras, é fazer uma lista do que você realmente precisa. Assim, você compra somente o necessário. Você pode comprar uma peça ou outra que não esteja nesta lista, mas ela irá facilitar e evitar que você compre coisas que já tem. Para saber o que você já tem em seu armário, alguns smartphones contem aplicativos em que você pode fazer um armário virtual. Assim, ele te ajuda a saber o que você tem e o que combina contigo.

2 – Compre somente as roupas do tamanho certo

Todas nós nesta época de liquidações temos uma mania horrível: levar o que não serve dizendo que irá servir no futuro, porque está barato, porque iremos emagrecer, que iremos engordar, etc. Não faça isto! Você nunca usará esta peça! Compre somente aquele casaco que te sirva, aquela calça que cabe em você. O caimento da roupa é muito importante. Ela deve te servir para você poder usar muito. Se o caimento não estiver perfeito, se estiver muito apertado, não leve. Se estiver largo (mas não muito) e a loja puder apertar, e o caimento ficar perfeito, aí tudo bem. Caso contrário, deixe na loja.

3 – Aposte nos clássicos, eles nunca saem de moda

Se você ver uma peça boa, de ótima qualidade e que seja um clássico, leve-o. Ainda mais se o preço estiver convidativo. Isto faz com que você renove o guarda-roupa constantemente a cada estação, pois você terá peças clássicas e básicas e que cabem a qualquer momento.

Estes itens garantem uma elegância atemporal, sem contar que eles misturam-se muito bem com os que estão em alta na estação presente. Estes must-haves são passageiros e vão precisar de um item clássico para combinar. Por exemplo, o vestido preto, uma camisa branca, um trench-coat, uma saia lápis em cores neutras serão usados mais facilmente e com mais frequencia.

4 – Comece a comprar pelos itens mais caros

Comece a comprar pelos casacos, vestidos, saias, camisas, etc, ao invés de começar pelos acessórios, por exemplo, um colar. Se você iniciou seu dia de compras, o ideal é começar a escolher um bom tailleur, calças, blusas de lã, etc. Depois que você preencher sua lista, aí sim, você parte para os acessórios.

5 – Evite comprar peças muito baratas e de péssima qualidade

Sabe aquele ditado: o barato sai caro? No quesito roupas ele é importante. Não adianta ver aquela blusinha linda, super barata, mas na hora de vestir você vê que a qualidade é ruim, o tecido não tem um bom caimento, faz bolinha. Pode ter certeza de que quando você lavar, a blusa irá ficar com cara de velha.

Portanto, prefira lojas que tenham a preocupação em escolher tecidos de qualidade e com tecnologia, pois estes irão durar mais. E aí aquela peça pela qual você pagou um pouquinho mais caro, no final das contas, irá custar bem menos do que você imaginava.

Acho que com estas regrinhas básicas você irá comprar de forma consciente e certeira.

veja também